Ensine seu filho a mastigar

A mastigação necessita de treino e é essencial para o desenvolvimento de alguns músculos

21 de setembro de 2016 - Por: Redação


Saúde_mastigação

 

Por: Liliana Temporão

 

No início da vida, o bebê necessita sugar para desenvolver sua musculatura facial e ele faz isso por meio da amamentação. À medida que vai crescendo, ele aprende a mastigar para continuar esse processo de desenvolvimento e amadurecimento oral. Como a mastigação exige movimentos da língua, dos lábios e da mandíbula, importantes para a preparação da musculatura da boca, ela é essencial para que a criança também desenvolva bem a sua fala.

 

Portanto, engana-se o papai e a mamãe que acham que quanto mais fácil de engolir o alimento melhor. É extremamente importante que os pais entendam que introduzir alimentos sólidos na dieta da criança só faz bem para o seu desenvolvimento, pois a fala está diretamente ligada ao fortalecimento dos músculos faciais.

 

Para auxiliar nesse processo, a dica é variar a cor e a textura dos alimentos gradativamente para que o pequeno vá treinando o modo de mastigar comidas distintas. É preciso entender que o tipo de alimento colocado na boca é que determina o aprendizado da mastigação. Estruturas que ficam na língua, boca e gengivas enviam um sinal para o cérebro, que por sua vez vai determinar qual o movimento e o tamanho da força que será necessária para mastigação. Se seu filho só comer alimentos pastosos, por exemplo, como purês, ele não vai desenvolver as “ferramentas” necessárias para mastigar um pedaço de carne.

 

A evolução da textura alimentar ocorre de maneira gradativa e é importante verificar com o pediatra do seu filho o momento ideal para essas transições. O alimento líquido dá espaço ao pastoso, servido inicialmente na forma de papa de frutas e papa salgada a partir dos 6 meses. Não é recomendado usar peneira, liquidificador ou centrifuga. Frutas devem ser oferecidas amassadas e depois em pedaços na mão, para a criança explorar suas características. A textura dos alimentos deve evoluir para as papas menos amassadas e com pedaços maiores. Dessa forma, as diferentes texturas dos alimentos promovem o estímulo e o “treino” gradativo do aprendizado da mastigação.

 

“Normalmente ensinamos nossas crianças a falar e andar, mas esquecemos de ensiná-las a mastigar.”

 

Dicas para você auxiliar seu filho a desenvolver a mastigação:

– Ofereça diferentes tipos de alimentos para que a criança tenha a chance de conhecer e apreciar os vários sabores e consistências.

– A partir dos 7 meses, ofereça pedaços de pão e frutas para o bebê “treinar” a mastigação.

– Dê preferência a alimentos consistentes e fibrosos, porque eles auxiliam e fortalecem os músculos e ossos da face.

– Permita que desde pequeno seu filho participe das refeições junto à família. Isso pode colaborar muito para que ele aprenda a comer os mais variados tipos de alimentos.

– Evite substituir as refeições por lanches, salgadinhos, bolachas ou leite com vitaminas na mamadeira.

 

LILIANA TEMPORÃO é odontopediatra e ortodontista e atende em sua clínica particular.

Rua Padre Anchieta, 2050, sala 604 e 605 | Champagnat

(41) 3335-4388

 


Viver no digital

Loading...