Meu filho ficou banguela! E agora?

Especialista dá dicas para os papais sobre os cuidados nesta fase

3 de agosto de 2017 - Por: Redação

Fotolia_102221140_Subscription_Monthly_XL WEB

 

As “janelinhas” na boca das crianças começam por volta dos 6 anos e marcam um período na vida delas. Algumas podem começar a trocar os dentes um pouco antes ou depois, mas segundo a odontopediatra Caroline Kraft, da clínica Crescendo & Sorrindo, essa variação é normal. “É muito individual, existem crianças que perdem antes, mas isso não traz prejuízo. Se demorar muito tem que investigar, mas é raro acontecer”, afirma. Confira 3 perguntas sobre o tema respondidas pela especialista:

 

Quais cuidados se deve ter nessa fase de troca dos dentes?

Geralmente o primeiro dente de leite a cair é o incisivo central inferior. Uma coisa que os pais devem prestar atenção é que, normalmente, quando ele fica mole, já está nascendo o primeiro molar permanente lá atrás. Esse dente não é de leite, portanto deve-se se cuidar bastante da higiene.

 

É certo arrancar? E se já estiver nascendo outro dente atrás?

Normalmente o dente cai sozinho, mas se a criança está muito ansiosa dá para estimular, mexer com a língua, ir amolecendo aos pouquinhos. Se já estiver praticamente pendurado mas não cai, a própria criança ou os pais podem segurar com gaze limpa e dar uma leve puxada. Costuma sair um pouco de sangue, mas basta usar gaze limpa, com ou sem gelo, e fazer uma leve pressão para estancar o sangue. Se a criança não quer tirar de jeito nenhum e o dente permanente já está apontando por trás, é bom procurar o dentista para radiografar e ver se precisa arrancar.

 

Que cuidados os pais devem ter para guardar esses dentes?

Pode limpar com água ou água oxigenada, e então guardar da forma que preferir. Existem caixinhas específicas para isso hoje em dia. Mas na primeira noite os pais não podem se esquecer da fada do dente, as crianças ficam superanimadas à sua espera!

 

VOCÊ SABIA …

que os dentes de leite podem ser usados para extrair e guardar células-tronco? Para isso, devem ser extraídos pelo dentista e encaminhados a um laboratório especializado assim que se descolarem da gengiva. Se essa for a sua vontade, procure por centros de tecnologia celular e informe-se sobre como proceder.

 

DSC0023 WEB

Caroline Kraft é especialista em Odontopediatria desde 2004, formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Crescendo & Sorrindo

Rua Rocha Pombo, 489  – Juvevê

(41) 3022-2508

crescendoesorrindo.com.br

Related Post


Viver no digital

Loading...