Três mitos e verdades sobre a dor de cabeça

Esse é um incômodo infelizmente muito comum entre as mulheres. Entenda os motivos e saiba como preveni-lo

7 de novembro de 2017 - Por: Redação

A dor de cabeça é um problema que atinge 80% das mulheres. Saiba como evitar esse problema (Foto: divulgação)

A dor de cabeça é um problema que atinge 80% das mulheres. Saiba como evitar esse problema (Foto: divulgação)

Muito provavelmente você já sentiu dor de cabeça ao menos uma vez na vida – ou muito mais. Homens e mulheres sofrem com ela, mas a incidência entre o universo feminino é avassaladora: 80% delas e 20% deles. A resposta para isso está nos hormônios, já que a dor de cabeça pode sofrer influência do ciclo menstrual, da gravidez, do uso de contraceptivos orais, da menopausa e da reposição hormonal.

Existem dois tipos de dor: a tensional, com padrão de peso ou aperto, comum nos dois lados da cabeça com intensidade mais fraca ou moderada; e a enxaqueca, mais forte. “A enxaqueca é uma dor intensa, latejante, normalmente em um dos lados da cabeça. Luz e barulho incomodam e a pessoa pode ter enjoo e vômito”, explica Dra. Renata Ramina Pessoa, neurologista do Centro Integrado de Neurologia do Paraná.

Mas como saber se a dor já passou dos limites e preciso procurar um especialista? Fique atenta a alguns sinais, como a dor que começa de forma aguda e intensa sem quadro semelhante prévio, quando há mudança nas características das dores habituais ou sintomas, como diculdade de visão, perda de peso, febre, sonolência e amortecimento. “Quando a dor não melhora com o uso de analgésicos, acorda a pessoa no meio da noite ou há piora progressiva também deve ser melhor analisada”, arma Dr. James Yared, neurologista do CINP.

 

MITOS E VERDADES

Ficar com o cabelo preso por muito tempo causa dor de cabeça – VERDADE

Sim, pois a tração intensa e contínua, principalmente em cabelos crespos, pode gerar uma dor de leve intensidade na região frontal e no topo da cabeça.

 

Dores mais fortes são indícios de algo grave – MITO

A intensidade da dor não diz nada sobre sua gravidade, isso depende da causa.

 

O uso frequente de analgésicos pode piorar o problema – VERDADE

Pessoas com dores de cabeça crônicas podem ter os sintomas piorados com o uso abusivo dessas medicações. Com o tempo, a dor passa a responder cada vez menos e tende a retornar logo após o término do efeito do remédio. Considera-se exagerado o uso de analgésicos acima de 2 vezes por semana.

 

6 DICAS PARA EVITAR A DOR DE CABEÇA

  • Tente controlar as preocupações, a ansiedade e o estresse.
  • Evite ficar muito tempo sem comer e ingerir cafeína, chocolate, queijos e o glutamato monossódico, aditivo alimentar comum presente nos congelados, molho de soja e em outros industrializados.
  • Tenha uma boa qualidade do sono. Evite cigarro, poluição e odores fortes. Não abuse do álcool, em especial algumas bebidas especí- ficas, como vinho tinto, vodka, cerveja e outras fermentadas.
  • Tome água entre as doses e não brinde de barriga vazia!


CENTRO INTEGRADO DE NEUROLOGIA – CINP

R. Euclides da Cunha, 588 – Batel

(41) 3343-3615

cinp.com.br

Related Post


Viver no digital

Loading...