Antiga fábrica de café é transformada em bar de drinks em Curitiba

O Clube Inbox, inaugurado na última sexta, é inspirado nas primeiras festas de música eletrônica de Londres em 1980

15 de julho de 2019 - Por: Redação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

A fábrica do Café Damasco na BR-277, que estava abandonada há quase uma década, está ganhando vida nova.  Desde a última sexta, a estrutura da antiga fábrica passou a sediar o Clube Inbox, um complexo de entretenimento que conta com um bar de drinks, operações gastronômicas e uma casa noturna focada em música eletrônica.

O Clube Inbox foi inspirado nos primeiros eventos de música eletrônica, que surgiram em Londres, nas décadas de 1980 e 1990. Na época, as festas revolucionárias tinham como palco grandes prédios e comércios abandonados, que davam ao estilo musical o ar de rebeldia e um mistério todo especial.

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

O novo espaço tem uma estrutura com 240m², e vai funcionar de quarta a domingo, a partir das 18h. Um dos grandes destaques do empreendimento é o bar de drinks autorais, que tem capacidade para 52 pessoas sentadas e conta com a assinatura do premiado Romero Brito. Na carta exclusiva da casa, com mais de 20 opções, o público encontra grandes clássicos da coquetelaria mundial e preparos desenvolvidos com exclusividade para o bar curitibano. Além dos drinks, o empreendimento oferece cervejas, vinhos e espumantes. Se durante a noite bater a fome, o espaço tem operações gastronômicas exclusivas, que servem hambúrgueres e cachorro quente estilo americano.

Nas sextas e sábados, além da abertura normal do bar, o Inbox contará com uma programação especial focada na música eletrônica, com a abertura da pista que terá capacidade para 800 pessoas. Nesses dias, a casa vai receber festas incríveis, comandadas por grandes DJs nacionais e internacionais. A curadoria musical será outro grande diferencial do empreendimento. Nos próximos meses, o clube vai receber grandes nomes internacionais como Shonky, Leo Pol, Subb Ann, Yaya, Adam Shelton e Tomy Wahl.

 

Alma industrial

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

O Inbox manteve toda a essência da antiga fábrica do Café Damasco, potencializada por uma iluminação planejada nos mínimos detalhes. A estrutura do barracão original foi mantida, preservando a história do espaço. As baquetas do bar, por exemplo, foram desenvolvidas a partir das cadeiras do antigo auditório. Já as prateleiras que acomodam as bebidas no novo bar surgiram a partir da utilização de materiais encontrados entre os escombros da indústria desocupada. Para dar um clima ainda mais urbano para o espaço, as paredes do clube receberam grafites do artista Rodrigo Nickel.

 

Related Post


Viver no digital

Loading...