Áreas externas ganham destaque no verão

Estruturas montadas em varandas, terraços e jardins são um convite para aproveitar as tardes

17 de dezembro de 2014 - Por: Redação

area externa

Gazebos, pergolados ou bangalôs. Esses charmosos espaços ao ar livre cumprem inúmeras funções, que podem variar de um atraente local de lazer e descanso, a até mesmo uma boa oportunidade de contato com a natureza. Geralmente instalados em jardins, podem ser adornados com plantas diversas, envolvidos com tecidos ou simplesmente cobertos com vidro ou policarbonato.

Mas engana-se quem pensa que eles ficam limitados a espaços restritos. Varandas e terraços também são ótimas opções para essa ambientação. Com a estrutura vazada a principal característica dos pergolados é o corte da incidência de luz direta. Já os gazebos e bangalôs trazem a cobertura totalmente fechada, com as laterais abertas. Seja qual for a escolha, essas estruturas agregam beleza, charme e sofisticação ao paisagismo.

 

Cuidados importantes

Construídos em madeira (Itaúba, Ipê, Cumaru, Eucalipto), metal (alumínio, aço galvanizado, ferro) ou até mesmo em alvenaria, a escolha do material vai depender das preferências do próprio usuário. E por serem espaços que ficam expostos às intempéries, são necessários alguns cuidados, tanto na instalação quanto na conservação. É o que explica Erico Zoller, proprietário da Casa das Plantas, empresa especializada em paisagismo e jardinagem. “Se a estrutura for de madeira ela deve ser tratada com produtos que evitem a infestação de cupins e ação dos raios UV. Já nas estruturas de metal ou alvenaria, deve ser observada a pintura e feita uma reaplicação, quando necessário. Para as ambientações que utilizam vidro é importante verificar a vedação pelo menos uma vez ao ano para que não ocorram goteiras”.

E quando se fala na utilização de tecidos ou cortinas, a atenção aos detalhes também faz toda a diferença. Geralmente são indicados materiais com filtro UV e impermeáveis. O mesmo cuidado se estende aos adornos como flores e plantas. É necessário escolher àquelas que melhor se adaptam aos ambientes externos. “As plantas são indispensáveis para a harmonização de um gazebo ou pergolado. Podem ser utilizadas plantas em vaso, quando não se tem espaço para o plantio diretamente na terra. Do contrário, as trepadeiras são uma boa escolha, pois fazem uma cobertura verde e servem para o controle da incidência de luz solar”, destaca o paisagista.

 

Mais do que bonitas

Para a arquiteta Adriane Perotoni, além da função de descanso e relaxamento proporcionada por esses ambientes, o papel estético é fundamental já que eles acrescentam charme e sofisticação ao espaço. “Pensamos sempre em agregar beleza e funcionalidade aos projetos. E um pergolado ou gazebo no jardim é uma ótima opção de unir o verde da paisagem com o conforto contemporâneo da arquitetura moderna”. As estruturas podem ser utilizadas como áreas de transição entre os ambientes internos e externos da casa. Quando colocadas próximo a piscinas criam uma espécie de refúgio. Podem abrigar ainda uma aconchegante poltrona para leitura ou um confortável ofurô. Tudo vai depender da intenção e finalidade projetadas para cada ambiente.

Related Post


Viver no digital

Loading...