Como controlar as varizes na gestação?

Alimentação, rotina de exercícios e consulta a especialistas amenizam o problema que pode se agravar durante a gravidez

22 de maio de 2018 - Por: Redação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

O aparecimento de varizes durante a gestação é um problema que deve ser levado a sério. Elas causam desconforto, dor, sensação de peso e inchaço. As veias saltadas que deixam as pernas pra lá de feias surgem devido à pressão do útero, aumento de peso, alteração gravitacional, alterações hormonais, entre outros fatores.

“Existe uma mudança hormonal no corpo da mulher que ajuda na formação de varizes e retenção de líquido. Como o feto cresce bastante no terceiro trimestre, isso acaba causando leve compressão na veia cava inferior, no abdômen, dificultando o retorno sanguíneo das pernas, causando inchaço e também as varizes”, explica Dr. Cristiano Schmitt, cirurgião vascular da Clínica Angiocentro.

Ainda de acordo com o especialista, o mais comum é que os vasos sejam danificados na segunda gestação, ou seja, na primeira gestação é mais raro de a paciente apresentar varizes. “Claro que há exceções, mas, estatisticamente, na segunda gestação e nas subsequentes é que as varizes ligadas ao fator gestacional aparecem. Em algumas pacientes, observa-se a associação da gestação com varizes de forma mais clara, em outras são menos evidentes.”

 

REDOBRE OS CUIDADOS

Você sabia que as chances de uma mulher desenvolver trombose durante a gestação são até cinco vezes superiores às de uma não gestante, mesmo depois do parto? Por isso, é importante uma avaliação vascular que aponte a presença de refluxo fisiológico ou varizes agravadas pela gravidez. “A fim de minimizar ao máximo as chances de trombose nessa fase, orientamos a paciente atenção também quanto ao momento do parto e ao período posterior a ele”, informa o Dr. Cristiano.

“A avaliação de seu sistema circulatório e também a realização de um ecoDoppler colorido venoso, que analisa o fluxo do sangue nas veias, são essenciais para saber como anda a saúde das pernas. É a partir do resultado desses testes que optamos, com a paciente, por procedimentos que podem ir de uma orientação simples a uma cirurgia.”

 

GESTAÇÃO SAUDÁVEL

“A melhor aposta é cuidar desse momento especial e se esforçar para uma gestação mais saudável possível”, alerta o Dr. Cristiano. A maioria dos exercícios está liberada, mas a atenção deve ser redobrada com a sua carga quando falamos em varizes. “Fazer exercícios físicos de rotina, sem impacto, como pilates, ioga, natação, musculação leve e hidroginástica, além de cuidar do peso para não engordar durante a gestação, deixando o aumento do peso apenas para o feto, são importantes para evitar as varizes”, reforça.

“Beber bastante líquido, manter a pressão arterial e a glicemia sob controle, fazer seus checkups regularmente e visitar um cirurgião vascular durante a gestação para orientações são estratégias para uma gestação saudável”, complementa.

Quanto à alimentação, não existe uma lista de alimentos indicados para as veias ou para a pele e musculatura das pernas. Contudo, existem alimentos que podem estragar a circulação das pernas prejudicando a nutrição tecidual. “Alimentos ricos em triglicerídeos e colesterol, tabagismo e excesso de açúcar são prejudiciais para a circulação.”

Dr. Cristiano informa ainda que medicamentos venotônicos devem ser evitados no primeiro trimestre, pois podem causar danos ao feto, e o uso de meia elástica para compressão ajuda na prevenção das varizes. “Não é indicado nenhum tratamento cirúrgico na gestação para preservar a saúde do feto, sendo que neste período a gestante é também mais suscetível à trombose venosa. É muito arriscado oferecer qualquer cirurgia para a gestante, sendo estas reservadas para casos de emergência e não procedimentos eletivos em que se pode aguardar um momento melhor”, finaliza.

 

 

CUIDE-SE!

As dicas seguintes vão ajudá-la a amenizar e também prevenir varizes:

1.

Não fique por muito tempo em pé ou sentada

2.

Flexione e estenda os pés, isso ajuda a ativar a circulação

3.

Repouse com as pernas elevadas ao menos 10 minutos por dia

4.

Cuide da alimentação e faça exercícios

 


CRISTIANO SCHMITT

Rua Padre Anchieta, 2310, Sala 31

Champagnat | (41) 3092-9699

 

Posts Relacionados

Saiba as diferenças entre Dengue, Zika e Chikungun... Neste verão um assunto tem tomado conta das conversas entre amigos, das matérias de jornais e tem sido uma preocupação recorrente entre as grávidas: D...
Soluções seguras para quem tem problemas de visão... Seja por questões estéticas ou práticas, quem depende dos óculos de grau ou lentes de contato para enxergar melhor enfrenta certas limitações ou d...
Você em equilíbrio Em busca de bem-estar, é preciso manter em dia a saúde física e mental. A acupuntura pode ser uma grande aliada      Parece difícil falar em be...

Viverno digital

Loading...