Cuidado com a micose de praia

Manchas de pele merecem atenção especial. Cuidados simples ajudam a evitar o problema

10 de janeiro de 2018 - Por: Redação

clinica-logo-branco-mobile pequena2

APRESENTA

Attractive fashionable woman having fun on the beach.

Todo mundo morre de medo da micose de praia, não é? Aquelas manchinhas brancas arredondadas são o terror na hora de colocar um biquíni.  Apesar de a doença não trazer graves riscos à saúde, ninguém gosta de ficar manchado. Por isso, ao se expor ao sol é sempre bom ficar atento às manchas que aparecem pelo corpo.

“É importante esclarecer que ninguém pega esta micose, pois ela não é contagiosa. O causador já está presente no corpo humano e é um fungo que só causa problemas quando cresce exageradamente e se prolifera pelo corpo”, esclarece  Dra. Ludmila de Castro da Clínica Saúde Curitibana.

“O nome do problema é pitiríase, conhecida vulgarmente como micose de praia. O fungo é muito comum na pele e se aloja principalmente nas áreas em que possuem mais gordura acumulada, como rosto, pescoço, tronco, couro cabeludo e nos braços”, complementa.

 


Leia também: Queimei, e agora?


Por que no verão?

Durante o verão, a incidência da micose de praia é bem maior por causa da umidade e das altas temperaturas e, apesar de popularmente ser chamada de micose de praia, a causa não vem da areia ou do mar. “Ela é somente chamada assim por causa do calor e da exposição ao sol, mesmo. Caso ocorra, deve descontinuar a exposição ao sol e usar sabonetes antifúngicos e esfoliantes. Eles podem ser uma boa saída para reduzir o número de manchinhas”, comenta a Dra. Ludmila.

Entre os cuidados que ajudam na prevenção está uma boa higiene pessoal na hora de cuidar do corpo. “Secar bem o corpo após o banho, principalmente nas áreas de dobras, é essencial para a não proliferação dos fungos”.

“Manchas na pele de qualquer cor ou tamanho merecem atenção e cuidados, por isso antes de buscar meios para tirar as manchas na pele, o ideal é procurar um profissional da área da saúde para receber a orientação correta para um tratamento”, finaliza.

 


Foto Dra LudmillaDRA. LUDMILA DE CASTRO

CLÍNICA DA SAÚDE CURITIBANA

Rua Comendador Araújo, 86 | Centro

(41) 3402-2434

 

Posts Relacionados

Cuidados com a dengue no inverno Muitos acreditam que os cuidados com a dengue e outras doenças transmitas pelo Aedes aegypti devem acontecer apenas no verão, quando as temperatur...
Como os cuidados paliativos ajudam os pacientes? APRESENTA   Diante do diagnóstico de uma doença grave, muitas dúvidas surgem na cabeça do paciente e seus familiares. E com a evolução ...
O que aprendemos com a morte? APRESENTA O que sabemos acerca da morte é que ela é parte da nossa própria vida, um fato, mas também um tema que é pouco abordado em nossa soci...

Viver no digital

Loading...