Foguetório sem neura: como cuidar da audição no réveillon

Saiba como se prevenir para não ter problemas de audição nas festas de fim de ano, quando o barulho é comum

27 de dezembro de 2017 - Por: Redação

Saiba como cuidar da audição em meio aos barulhos das festas de fim de ano (foto: divulgação)

Saiba como cuidar da audição em meio aos barulhos das festas de fim de ano (foto: divulgação)

É uma delícia poder comemorar o Natal e mais um ano que passou na companhia de quem mais amamos, não é? Poder juntar toda a família, fazer aquela ceia gostosa e partilhar momentos inesquecíveis… Mas é preciso ­ficar atento com sua audição em meio a todo esse agito, principalmente no Ano Novo, quando músicas em alto volume e fogos de artifício tomam conta da celebração. Você sabia que essa exposição a sons intensos é a segunda causa mais comum de deficiência auditiva? A informação é da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia (SBORL) e a fonoaudióloga Michele Lacerda da Silva Cordeiro, da FMG Soluções Auditivas, alerta que “o limite seguro é até 85 decibéis (algo como um grito forte), que já é prejudicial aos ouvidos. E quanto mais alto o ruído, maior será o dano que pode causar na audição.”

O GRANDE VILÃO

Segundo a profi­ssional, os barulhos emitidos pelos fogos de artifício chegam a alcançar mais de 120 decibéis, o que ultrapassa o limite seguro. “Quando isso acontece há risco de perda auditiva, e em alguns casos a situação é irreversível. A exposição a ruídos também pode provocar zumbido, geralmente como consequência de uma perda auditiva, por isso, prevenir danos é fundamental, e a melhor forma para se prevenir é ­ficar longe de carros e caixas de som e fogos de artifício.”

SIM, É SÉRIO

Essa exposição a sons altos pode causar perda auditiva temporária ou surdez súbita. “A perda auditiva temporária acontece quando a pessoa é exposta a grandes ruídos, mas, como o nome já sugere, a audição pode ser recuperada. Isso depende da intensidade e do tempo de exposição ao barulho. Alguns sintomas da surdez súbita podem ser zumbido persistente, vertigem, sensação de pressão nos ouvidos e, claro, uma diminuição da audição”, ensina Michele. Sentiu qualquer um desses sintomas? Então procure o mais rápido possível um otorrinolaringologista e seu fonoaudiólogo para reverter o quadro. “O tratamento varia de acordo com as causas que provocaram a perda. Porém, normalmente é possível tratar com medicamentos e a maior parte dos pacientes se recupera totalmente”.

 

CUIDE-SE! DICAS PARA PROTEGER SUA AUDIÇÃO NAS FESTAS DE FIM DE ANO

– Evite ficar próximo a caixas de sons e fogos de artifício;

– Por algum motivo, você precisa ficar perto do barulho? Então é preciso usar tampões de ruídos feitos sob medida;

 – Procure um fonoaudiólogo que poderá ajudar.

 

E AS CRIANÇAS?

Como as estruturas dos ouvidos das crianças e bebês ainda não está totalmente desenvolvida, eles são mais sensíveis a sons altos. “Por isso, utilizar um tampão de ruído é indicado. Seu filho ficará mais tranquilo e com a audição protegida durante as festas de fim de ano”, explica Michele. Por mais que a audição só fique comprometida se a criança é exposta a ruídos sonoros superiores a 85 decibéis constantemente, cuidado nunca é demais! O barulho de fogos e rojões é extremamente prejudicial aos ouvidos dos pequenos.


MICHELE LACERDA DA SILVA CORDEIRO – FMG SOLUÇÕES AUDITIVAS

Av. Batel, 1230 | Torre B | Sala 912 | Batel

(41) 3018-0646

Posts Relacionados

Alimentação no outono: o que comer para evitar doe... Embora não pareça, o outono já está entre nós. Com as mudanças bruscas entre temperaturas mais altas e mais amenas nessa estação, quem mais sofre ...
Sua saúde reflete na pele! Dra. Maria Frantzezo explica que a radiofrequência não evita o envelhecimento, mas oferece uma pele saudável (Foto: Mariana Barcellos)   T...
Por que não consigo emagrecer? Perder peso é o desejo de muitas pessoas (e, principalmente de nós, mulheres!). Muitas vezes tentamos fazer dietas restritivas, cuidamos com o que...

Viverno digital

Loading...