Como a medicina chinesa melhora o estado de espírito

Confira também quatro dicas de energização oriental

11 de dezembro de 2014 - Por: Redação

Para os orientais, a vida está fundamentada na tríade movimento, respiração e percepção. Desde as mais antigas civilizações chinesas, a medicina alternativa desperta o interesse de estudiosos e pesquisadores sobre o seu poder de promover a harmonia do corpo. Com as técnicas utilizadas pelos antepassados, aprendemos a identificar canais energéticos no nosso organismo e a trabalhar as emoções como um todo. Tais métodos contribuem para uma melhor compreensão de si mesmo, promovendo o bem-estar por uma vida melhor e mais equilibrada.

A estrutura teórica formulada pelos orientais inclui entre seus princípios o estudo da relação de Yin e Yang, da teoria dos cinco elementos e do sistema de circulação da energia pelos meridianos do corpo humano. Uma das principais vertentes é a acupuntura, que trabalha os pontos de energia do corpo com uso de agulhas. Esse estímulo também pode ser feito pela pressão dos dedos, aquecimento ou por laser, variações que ampliam a diversidade de métodos aplicados aos pontos de acupuntura do corpo, auxiliando na saúde do paciente. Segundo o acupunturista Dr. Antonio Cezar de Menezes, a visão holística defende que o adoecimento do organismo não decorre unicamente de fatores genéticos ou por meio de agentes externos, mas também como parte de uma desestruturação do equilíbrio do corpo e das emoções.

 

4 dicas de energização oriental

1. Estudos científicos comprovam que meditar diariamente durante vinte minutos libera endorfina, melhorando quadros de depressão, fobia e stress. Técnicas de meditação, visualização criativa, positividade, mantras, orações e ioga são alguns caminhos para chegar à divindade interior. 

2. Os orientais acreditam que podemos controlar sentimentos e emoções por meio da respiração abdominal.  Segundo estudos, se estamos com raiva e respiramos quatro vezes, oxigenamos o cérebro, que passa a fazer conexões com maior facilidade.

3. Quem não ouviu falar na famosa Tiger Balm? Para quem não conhece, trata-se de uma pomada chinesa à base de cânfora, mentol e óleo de menta. Há tempos ela é usada para aliviar dor de cabeça, mal-estar provocado por resfriados e ardência de picadas de mosquito. Além de ter efeito relaxante e revitalizante.

4. O arroz colorido (prato típico chinês) é um exemplo de como o povo oriental busca o equilíbrio de todas as formas, inclusive por meio da alimentação. Segundo os chineses, para que a refeição nutra o organismo por completo é preciso que ela misture cinco tons como acontece com o arroz colorido: arroz (branco), cenoura (laranja) vagem (verde), ovo (amarelo), gergelim (preto).

 

DR. ANTONIO CEZAR MENDES DOS SANTOS
Rua Comendador Araújo, 510, sala 1501 | Centro | (41) 3223-8927 | consultorioac.com.br

Posts Relacionados

Voo longo: Saiba como evitar ansiedade e jetlag Solucionamos problemas de saúde bem comuns em voos longos para facilitar sua próxima viagem internacional (tomara que seja logo!). Veja algumas dicas ...
Como controlar as varizes na gestação? Foto: Divulgação   O aparecimento de varizes durante a gestação é um problema que deve ser levado a sério. Elas causam desconforto, dor, s...
Perda de audição: um problema silencioso Para a fonoaudióloga Michele Lacerda da Silva Cordeiro, os exames de audição devem acontecer todo ano (Foto: Mariana Barcellos) Quando você fez um...

Viverno digital

Loading...