Sua coluna agradece

O tempo que passamos no trânsito está acabando com a sua coluna. Confira algumas medidas para evitar a dor

6 de abril de 2018 - Por: Redação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Com o corre-corre do dia a dia, o tempo que a gente fica no carro é absurdo. Pegar o filho na escola, ir para reunião, voltar para casa… e, claro, o tempo parado em engarrafamentos que encaramos todos os dias. Você sabia que Curitiba está entre as dez cidades brasileiras com mais congestionamentos no trânsito? Em média, passamos 20% a mais de tempo parado se comparado ao fluxo livre. E isso não é pouco, acredite! Por ano, o total de horas chega a 83. Os dados se referem ao ano de 2016, em pesquisa realizada pela empresa TomTom, e é preocupante.

Isso significa que, além do estresse, ficar todo esse tempo sentado pode prejudicar sua saúde, principalmente, suas costas. “Sua coluna sofre com isso, pois o peso que o corpo exerce sobre ela se multiplica por quatro quando a pessoa está sentada. Imagine então sentar com a postura errada?”, fala Josleide Baldim Hlatchuk, fisioterapeuta da Fisio Global.

Além da repetição dos movimentos e da postura errada adotada por muitos motoristas, a dor lombar pode ser causada pela vibração que a coluna sofre durante a direção. “Os sintomas começam com uma dor muscular. Com o tempo, pode gerar desgaste ósseo e deformações, tornando mais difícil o tratamento”, ressalta Josleide.

Segundo a fisioterapeuta, a boa postura ajuda a amenizar o problema e os motoristas precisam ficar atentos. “O ideal é que o encosto e o assento formem um ângulo o mais próximo possível de 90 graus. Já quanto à distância entre o corpo e o volante, o ideal é que os braços não fiquem totalmente esticados”, aconselha.

 

MAS O QUE FAZER?

O consenso é levantar e se movimentar, alongando o corpo a cada hora passada sentado. “Isso vale para todo mundo que permaneça muito tempo sentado”, recomenda a fisioterapeuta. “Claro que, em meio ao trânsito parado, é impossível, mas nem por isso devemos descuidar do corpo”, complementa.

“Com a RPG, por exemplo, trabalhamos o contrário do que fazemos no dia a dia, ou seja, nosso padrão é sempre retrair os músculos e durante as sessões as posturas realizadas ajudam a alongar e diminuir as dores. Se a postura é adequada, o motorista fica menos sujeito às dores na região lombar. O importante é tomar consciência do corpo e conhecer os limites dele. O RPG te ajuda com isso, por meio de uma série de posturas e orientações para o dia a dia que evitam e aliviam dores, ajudando a alongar a musculatura, além de contribuir para dar mais flexibilidade ao corpo”, finaliza Josleide.

 

ORIENTAÇÕES PARA O TRÂNSITO

1 Para alongar a musculatura das costas, projete-se para frente e abrace o volante

2 Estique e flexione os pés e os tornozelos para melhorar a circulação

3 Coloque os braços por trás da cabeça, alongando os ombros e cotovelos

4 Puxe o joelho em direção ao tórax

5 Empurre a cabeça para trás e o queixo para baixo, alinhando com a coluna vertebral

Posts Relacionados

Aula de alongamento? Saiba como funciona Cada vez existe um número maior de modalidades nas academias. Mas você já pensou em fazer uma aula que foca no alongamento? O Flex Circuit, da Com...
Tire suas dúvidas sobre reprodução assistida   O médico de reprodução humana, Dr. Ricardo Teodoro Beck (Foto: Mariana Barcellos)   O sonho de ter um filho às vezes não é fácil...
Como anda a qualidade da sua audição? APRESENTA Buzinas, gente falando alto, som dos carros, som ligado, fone de ouvidos... Cotidiano visto como normal, mas que pode causar problemas gr...

Viver no digital

Loading...