Veja além: injeções para cuidar da sua visão

Injeções simples, rápidas e praticamente indolores podem solucionar diversos problemas de visão

20 de junho de 2017 - Por: Revista Viver

O que você acha do ditado: “De graça até injeção na testa” ou “de graça até injeção no olho”? Só de imaginar isso já gera um desconforto, não é mesmo? Deixando de lado a brincadeira, o importante é saber que a segunda opção tem ajudado, e muito, pessoas a enxergar melhor. Sim! Injeção intraocular ou intravítrea é uma realidade e consiste na administração de medicamento dentro do olho, trazendo resultados fantásticos.

 

Conversamos com o médico oftalmologista do Hospital de Olhos do Paraná Alexandre Grandinetti (CRM 19607-PR) especialista em retina, vítreo e cirurgia de catarata, para tirar dúvidas sobre o assunto e explicar os benefícios dessa técnica para diversos tratamentos.

Dr. Alexandre Grandinetti fala sobre injeções (Foto: Mariana Barcellos)

Dr. Alexandre Grandinetti fala sobre as injeções intraoculares (Foto: Mariana Barcellos)

 

O uso da injeção é indicado para que tipos de problemas?

Antes as injeções intraoculares se restringiam a administração de antibióticos ou antifúngicos. Atualmente, são indicadas para a grande maioria das doenças vasculares, mas principalmente para o tratamento de degeneração macular ligada a idade (DMRI) e retinopatia diabética – problema causado pelo diabetes que geralmente gera um inchaço na retina.

 

Como é o procedimento?

É bem tranquilo, não precisa de internação e o paciente fica aproximadamente 15 minutos no centro cirúrgico. É feito com anestesia local e realizado em centro cirúrgico. O paciente vai para casa logo na sequência.  O tratamento é nada mais que uma injeção com medicamento dentro da cavidade do olho. Não dói, apenas sente uma leve pressão, assim como se tivesse tomando uma vacina.

 

Quais os benefícios da técnica?

Quando o paciente chega até o consultório é por que realmente não enxerga mais, ou apresenta alguma deficiência. Com o tratamento, na maioria das vezes, é possível devolver a sua capacidade de enxergar.  A melhora da visão acontece, geralmente, uma semana após a aplicação da injeção. Mas, claro, isso muda de paciente para paciente.

 

Qual é a periodicidade das injeções?

Começamos sempre com três aplicações de trinta em trinta dias, durante três meses. Com o tratamento em andamento e acontecendo a melhora, podemos aumentar o intervalo das aplicações.

 

A injeção pode ser usada como tratamento preventivo?

Isso ainda não é uma realidade, mas ela pode em alguns casos, diminuir a chance de um paciente precisar de uma cirurgia ou de, eventualmente, perder a visão.

 

Diretor técnico: Dr. Fábio Eduardo Eberhardt Alves

CRM 16.894 –PR

 

 

HOSPITAL DE OLHOS DO PARANÁ

Rua Cel. Dulcídio, 199 | Batel

(41) 3310-4284 | 3310-4250 | 3020-4646 | 3051-6509

Posts Relacionados

Low Pressure Fitness é a técnica barriguinha dos s... Foto: Mariana Barcellos Agora não existe mais desculpa para não ter a sonhada barriga negativa. A última moda para conseguir um abdômen superdefin...
Como o colchão influencia as crises alérgicas APRESENTA   Quem tem rinite sabe que os sintomas de uma crise alérgica atrapalham bastante o dia a dia. Nariz trancado, coceira no nariz e ...
Zumba, hopping e circuito funcional no ParkShoppin... Que tal participar das aulas mais concorridas da Cia. Athletica gratuitamente e de um jeito muito especial? Até domingo a academia está com um esp...

Viverno digital

Loading...