Chegou na decoração: pele para aquecer

Crie um clima aconchegante, ideal para os dias mais frios com essas dicas

12 de junho de 2017 - Por: Revista Viver


Projeto das arquitetas Jocymara Nicolau e Andréa Posonski

Foto Gerson Lima

Foto Gerson Lima

 

A pele pode entrar em vários lugares na decoração. Como uma peça especial, raramente passa despercebida. Nesse ambiente a pegada é mais despojada. A dica é utilizar a peça como um item a mais, pois não tem como não reparar a pele no ambiente. Por isso, é interessante buscar o equilíbro. Se a pessoa tiver alguma dúvida é interessante procurar um profissional. Assim como na moda, o conceito “isso não pode usar” não existe. Existe a liberdade, mas é claro que ter bom senso é essencial.

 


Projeto da Bender Arquitetura

 

Foto Nenad Radovanovic

Foto Nenad Radovanovic

 

Tendo em vista que moramos em uma cidade fria, gostamos de utilizar a pele no sofá para aquecer! A pele foi utilizada com o intuito de aquecer e sofisticar o ambiente de estar íntimo! A ideia é sempre utilizar o material em ambientes neutros, para que a peça não entre em conflito com a decoração proposta.

 


Projeto da arquiteta Eliza Schuchovski

 

Foto Ronald Pimentel

Foto Ronald Pimentel

 

A pele, neste projeto, foi a responsável por garantir um aspecto de conforto e aconchego, fazendo um contraste suave com o branco da persiana, da poltrona e da luminária. A pele aquece o espaço quando aplicada na decoração. Quanto mais se usa a pele combinada à madeira, mais quente o espaço se torna, por exemplo. No entanto, essa combinação, quando exagerada, torna os espaços carregados e, consequentemente, rústicos. A dica é usar pontualmente e sutilmente.

 


Projeto da arquiteta Caroline Andrusko

 

Foto Daniel Sorrentino

Foto Daniel Sorrentino

 

A pele foi usada neste ambiente como elemento compositivo e de destaque da ambientação. Foi escolhida para dar mais aconchego à composição, além do conforto que o uso da pele proporciona. O material poderia ter sido usado, por exemplo, no tapete ou em almofadas, criando o mesmo efeito. No caso da pele como couro, nesta sala uma opção seria no revestimento de painéis e móveis. A principal dica é utilizar o material com moderação, escolhendo um tipo de pele e um tipo de aplicação. Assim este elemento tem destaque dentro do projeto, sem ficar exagerado.

Posts Relacionados

Para aproveitar a vida Ao realizar o plano de construir a casa própria, o jovem casal curitibano – ele empresário do ramo de transportes marítimos, ela, também empresária, q...
Shopping casa: banquetas Altas, baixas, coloridas, neutras... Existem banquetas de todos os estilos. Mais práticas do que cadeiras, elas ficam bem em conjunto com mesas altas ...
Como usar papel de parede em um ambiente? Foto: Gerson Lima Lavabo é o único ambiente da casa que os proprietários acabam não aproveitando tanto a versatilidade do papel de parede. Por iss...

Viverno digital

Loading...