8 lugares que você precisa conhecer em Curitiba

Curitibanos elencam lugares que todos deveriam conhecer, desde restaurante, café, museu e até um spa

5 de fevereiro de 2019 - Por: Angélica Mujahed

Curitiba é uma cidade para ser conhecida o ano todo, e quem não foi viajar nessas férias pode aproveitar o restinho do verão para conhecer bares, cafés e museus, que muitas vezes passam despercebidos na correria diária. Convidamos oito curitibanos para contarem qual é o lugar que eles gostariam que todos conhecessem. Inspire-se e desbrave a cidade!

 

Officina Restô Bar

 

Onde ir_8 lugares_Officina Melissa Teixeira

Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1154 | Centro

 

Onde ir_8 lugares Sugar Bakery Ana

O Officina é um dos lugares que eu mais gosto de ir aqui em Curitiba. Essa é minha dica para uma quinta-feira à noite com o marido, para tomar um bom drink e comer uma comidinha deliciosa. Além de ter um ambiente aconchegante e confortável, o bar é repleto de conceito, o que me agrada muito! O cardápio assinado pela chef Laura Mocellin é uma delícia, e o que eu mais gosto é das sobremesas. Não deixe de experimentar a Smores e o Foundue de doce de leite!

Ana Luiza Torricilas – chef pâtissier da Sugar Bakery

 

 

Gregário Café

Onde ir_8 lugares_Gregario Cafe

Rua General Mário Tourinho, 2350 | Seminário (dentro da Pedale Bikes)

 

Onde ir_8 lugares

Quem visita o Parque Barigui, programa obrigatório para aqueles que passam as férias em Curitiba, também pode aproveitar para conhecer o Gregário Café – cafeteria que fica dentro de uma loja/oficina especializada em bicicletas. Gregário é o nome que se dá ao ciclista responsável por servir comida e bebida aos atletas de uma equipe em provas de longa distância. Localizado próximo ao parque, quem aprecia um bom café vai gostar do conceito da casa. O ambiente é muito agradável, tanto para uma parada rápida quanto para um lanche mais demorado. Em dias de semana fica aberto até às 22h e tem uma ótima internet. Minha dica é pedir um café extraído na Aeropress, acompanhado de Croque Monsieur – presunto cozido, mussarela, gruyère e molho bechamel, e de sobremesa, um cookie de gotas de chocolate.

Felipe Waltrick – jornalista, empresário e responsável pelo Instagram @coffeelocal

 

Museu Alfredo Andersen

Foto: Kraw Penas / SEEC

Rua Mateus Leme, 336 | São Francisco (Foto: Kraw Penas / SEEC)

 

Onde ir_8 lugares Paulo CamargoSou fascinado pela figura do norueguês Alfredo Andersen (1860-1935). Além de um grande pintor, também foi escultor, cenógrafo, decorador, desenhista e professor, sendo considerado por muitos como um dos pais das artes visuais no Paraná. O museu que leva seu nome, localizado em um casarão antigo na Mateus Leme, além de reunir boa parte de suas obras, é um aconchegante centro cultural, que promove cursos e seminários relacionados ao universo das artes para crianças, jovens e adultos. O edifício, onde Andersen morou, trabalhou e criou, é um autêntico representante da arquitetura eclética curitibana, e é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná desde 1971. Lá, o público tem a oportunidade de conhecer de perto a obra de um dos criadores mais interessantes que já viveu por estas terras, além de respirar arte por todos os cantos.

Paulo Camargo – professor universitário e jornalista

 

Restaurante Kan

Avenida Pres. Getúlio Vargas, 3121 | Água Verde

Avenida Pres. Getúlio Vargas, 3121 | Água Verde

 

Laura Boldrini Lago – sócia-proprietária da Clínica Lavillie

Foto: Geísa Borrelli

Além de gostar de comer bem, aprecio lugares que nos proporcionam uma experiência diferente. E o Kan é um desses locais especiais que quem é apaixonado pela gastronomia oriental precisa conhecer. Costumo ir toda semana, com a família ou amigos. Indico o Carpaccio de salmão com óleo de gergelim e limão, o Joe com ovas e o Shimeji na chapa, que são simplesmente divinos. De sobremesa, a melhor pedida é a banana caramelizada. Além dessas delícias, o Kan tem ambientes incríveis, que te levam a uma viagem pelos sentidos. É, com certeza, o melhor japonês da cidade – pelo atendimento, conforto e sabor.

Laura Boldrini Lago – sócia-proprietária da Clínica Lavillie

 

Spa Caudalie

Pátio Batel | Piso L1

Pátio Batel | Piso L1

Onde ir_8 lugares Rafaele

Um programa que eu adoro e recomendo, não só para as férias, mas em qualquer época do ano, é tirar pelo menos uma horinha do dia para relaxar no Spa da Caudalie, dentro do shopping Pátio Batel. Muitas pessoas conhecem a loja, mas não sabem que lá dentro tem um lugar delicioso e aconchegante voltado ao bem-estar e à beleza. Há vários tipos de tratamentos, desde os mais completos até o express,  todos com a proposta natural de utilizar a vinha e a uva em produtos para cuidados com a pele, já que a história da marca se iniciou na vinícola do Castelo Smith Haut Latiffe, em Bordeaux, na França.  A vantagem do spa ser dentro do shopping é que a família toda terá o que fazer enquanto você poderá curtir o espaço e aproveitar um momento só seu.
Rafaelle Ruhle – personal stylist e responsável pelo blog rafaelleruhle.com

 

Mary Ann Apple Factory

Onde ir_8 lugares_Mary Ann 4 2

Rua Viêira dos Santos, 162 | Centro Cívico

 

Onde ir_8 lugares Sabrina

Minha dica para as férias é conhecer – e provar – as maçãs carameladas da Mary Ann Apple Factory. A loja é super pequena, mas vale a pena a visita. Por lá você encontra as maçãs gourmet iguaizinhas aquelas americanas, com maçã-verde, caramelo e chocolate. Os sabores variam e têm até alguns sazonais, mas a minha preferida é a mais básica e tradicional, chamada de Apple Pie e coberta com uma farofinha de canela e especiarias. Sempre que recomendo essas maçãs a sugestão parece meio boba, mas não tem quem não enlouqueça depois de provar esse sabor azedinho e doce. Soube que uma nova loja da Mary Ann será aberta em breve, em um local mais central. Sou fãzona deles!

Sabrina Olivetti – blogueira do coisasdediva.com.br

 

Atelier Luiz de Souza e Galeria Celso Coppio

Fotos: Gerson Lima

Av. Cândido Hartmann, 111 | Bigorrilho (Fotos: Gerson Lima)

 

Onde ir_8 lugares Raquel Lima

Sempre que possível vou com a família ao ateliê do artista Luiz de Souza que fica na Praça Zacarias. Lá você pode passar o dia vendo o acervo do artista que atua no estilo Realismo Fantástico. Eu o considero um gênio! Ele consegue trazer em cada quadro a doçura e a beleza de arlequins e elementos surrealistas. Mas, antes de visitar o local, é preciso agendar por telefone (3233-1250 e 99961-4969). Outra dica é a galeria do artista Celso Coppio, que tem mais de 40 anos de profissão. Mestre em luz e sombras, encanta a todos que visitam a galeria, que leva seu nome, na Cândido Hartmann. Lá ele ensina um grupo de alunos e anualmente promove uma exposição especial para prestigiá-los.

 Raquel Lima – fotógrafa e artista visual

 

Mercadoteca

Onde ir_8 lugares_mercadoteca-230 2

Rua Paulo Gorski, 1309 | Mossunguê

 

Onde ir_8 lugares Leo

Foto: Daniel Katz

É um paraíso para quem, assim como eu, também adora cozinhar e provar novos sabores. Eu frequento tanto que às vezes penso que poderia ser síndico daquele lugar! É sensacional a vibe que mescla modernidade com toques clássicos, a cara da nossa cidade. Ao mesmo tempo que carrega uma carinha cosmopolita de Nova York, também mostra que é bem regional, uma verdadeira delícia para levar a família e tomar vinho, espumante, provar sanduíches, sorvetes, queijos, comprar flores… Sério, eu poderia morar naquele lugar.

Leo Tramontin – assessor de imprensa

 


Viver no digital

Loading...