Fashion Revolution agita Curitiba

Durante a última semana de abril, movimento mundial de moda consciente promove palestras e workshops na cidade para estimular a reflexão sobre a indústria

19 de abril de 2018 - Por: Redação

Fashion Revolution

O movimento Fashion Revolution promove ações de conscientização de moda ao redor do mundo (foto: divulgação)

Quem fez suas roupas? Quanto será que essa pessoa recebeu para costurá-las? De onde elas vieram? Você já parou para pensar sobre isso? Não se sinta mal se esses questionamentos nunca passaram pela sua cabeça! É justamente essa reflexão que a Fashion Revolution, evento mundial de conscientização sobre moda busca provocar no consumidor. O movimento nasceu há cinco anos, logo após a tragédia do Rana Plaza, edifício comercial de Bangladesh que desmoronou e matou milhares de trabalhadores que produziam roupas para grandes marcas de fast fashion, como a Zara e H&M. Desde então, a Fashion Revolution promove debates, palestras e ações midiáticas em mais de 90 países ao redor do mundo, sempre buscando provocar a reflexão do consumidor sobre a cadeia de produção da moda, que muitas vezes beira a desumanização e o trabalho escravo.

O movimento chegou a Curitiba em 2014, e desde então agita a cidade promovendo eventos gratuitos em escolas, universidades e espaços culturais da cidade. A programação para a edição de 2018 começa na segunda-feira, dia 23 de abril, e segue até o dia 28 da mesma semana. Confira:

 

Segunda-feira, dia 23/04

Bate-papo sobre a revolução do papel da mulher na indústria têxtil e da moda

A grande maioria dos funcionários expostos a jornadas de trabalho exaustivas e baixa remuneração são do sexo feminino. No debate, serão abordadas as atuais condições de trabalho dessas mulheres e o que tem sido feito para melhorá-las. Com Socorro Araújo e Henrique Cabral.

Livraria Vertov (R. Visconde do Rio Branco, 835).

Quando: das 15h às 18.

Entrada gratuita. Vagas limitadas. Inscrições em: https://goo.gl/VG151m

Moda Manifesto

Mais do que tendências que vem e vão, a moda é uma maneira muito eficaz de expressão de personalidade. É sobre isso que Karina Gallon e Marcos Manzutti, empreendedores curitibanos na área da moda vão falar nesse bate-papo. Feminismo e upcycling (transformação de peças de roupa já existentes) também não ficarão de fora.

Álbum Hits (R. Brigadeiro Franco, 1193)

19h

Entrada gratuita. Vagas limitadas. Inscrições em: https://goo.gl/VG151m

 

Terça-feira, dia 24/04

 

Sustentabilidade na moda e novos rumos do consumo consciente

Não há como negar que a indústria da moda precisa passar por algumas reformulações para preservar o meio ambiente e melhorar as condições de trabalho das pessoas envolvidas. Serão três palestras abordando temas que circundam a sustentabilidade, a moda e a indústria têxtil.

Metas da ONU para a sustentabilidade

Com Norman de Paula Arruda Filho, Doutor em Gestão Empresarial Aplicada e professor do Mestrado em Governança e Sustentabilidade do ISAE/FGV. Serão abordadas quais medidas tomadas por grandes empresas e governos ao redor do mundo para atender às metas de sustentabilidade propostas pela ONU, assim como os principais desafios para a realização dessa meta.

Das 19h às 19h30

Direito da Moda e os princípios do Pacto Global

A advogada Carmen Íris Parellada Nicolodi é coordenadora do Direito da moda e membro consultora da Comissão Nacional da Cultura e Arte da OAB. Na palestra, irá abordar as questões legais da moda, envolvendo trabalho e venda de roupas no Brasil.

Das 19h às 20h

Novos rumos do consumo consciente – Upcycling e o futuro dos brechós

Reduzir, reutilizar e reciclar: os três erres também se aplicam à moda! Comprar em brechós e transformar as roupas que já temos no closet são atitudes fundamentais para ajudar a transformar o consumo de moda um pouco mais sustentável. No bate-papo mediado por Henrique Cabral, um dos realizadores da Fashion Revolution, brechós e o conceito de upcycling serão debatidos entre convidados especializados no tema.

Das 20h15 às 21h15

As palestras de terça-feira acontecem na ISAE/FGV Curitiba (Av. Visc. de Guarapuava, 2943) e

tem inscrições gratuitas pelo link: https://goo.gl/VG151m 
A revolução na moda de todo dia

Mudar alguns hábitos nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais quando estamos lidando com consumo, não é? Os estilistas Alexandre Linhares e Tiffany falam sobre as pequenas mudanças do dia a dia que podem ajudar a tornar a moda uma indústria um pouco mais sustentável.

19h30

Hotel do Centro Europeu (Praça Gen. Osório, 61 – Centro)

Inscrições gratuitas em: http://bit.ly/2F1b60i 

 

Quarta-feira, 25/04

A moda e o tempo

A oficina de crochê com a estilista Caroline Bergamo trabalha a valorização do trabalho manual e do tempo para a produção de roupas, que é maior quando não se trabalha em regime de fast fashion.

14h

Centro Europeu Batel (Av. Benjamin Lins, 999)
Inscrição gratuita em: http://bit.ly/2HMPBDh 

Oficina de bordado manual

Aprenda a bordar enquanto fala sobre o espaço das mulheres no cenário cultural e no mercado da moda! Os instrutores fazem parte do Espaço Cultural Mulher, Trabalho e Memória da Livraria Vertov. As inscrições são gratuitas!

15h às 18h

Livraria Vertov (R. Visc. do Rio Branco, 835)

Inscrições: https://goo.gl/VG151m


A moda e o feito a mão

A estilista Francesca Cordova fala sobre a sua relação com a moda e sua marca em um bate-papo divertido sobre Moda e Tempo. Francesca também aborda os processos de criação de sua grife, que faz parte do segmento artwear.

19h30

Hotel do Centro Europeu (Praça Gen. Osório, 61 – Centro)

Incrições: http://bit.ly/2qNQu6v

 

Quinta-feira, 26/04

Banco de tecido

Aprenda sobre o ciclo do tecido na cadeia de produção têxtil e como evitar seu desperdício! Kamila Olstan, da Farrapo Upcycling, ensinará também como reaproveitar as suas roupas e manter seu estilo sempre em dia!

16h às 18h

Centro Europeu Batel (R. Benjamin Lins, 999)

Inscrições gratuitas em: http://bit.ly/2K2jAYu

Sustentabilidade e o mercado de moda

As profissionais do ramo da moda Andressa Dando Favorito, Kamila Olstan e Elle Piragine comandam um bate-papo sobre os desafios de tornar o mercado da moda mais sustentável, assim como discutem quais iniciativas o consumidor pode ajudar para pressionar a mudança de atitude de grandes marcas de fast fashion.

19h30

Hotel do Centro Europeu (Praça Gen. Osório, 61)

Inscrições gratuitas em: http://bit.ly/2vsIUnr

 

Sexta-feira, 27/04

Conheça quem faz: Joiarte

Uma das principais dificuldades das pequenas marcas é a de conquistar a intimidade e a confiança do público consumidor. Para mudar essa história o coletivo de moda Joiarte reúne seus estilistas e designers e abre as portas de seu processo criativo, contando ao público sobre a origem dos produtos que vende e como faz para criar suas peças.

11h ao 12h

Naddya Emmendoerfer – Conceito Criativo (R. Gonçalves Dias, 131 – Batel)

Inscrições gratuitas:  https://goo.gl/VG151m


Conheça quem faz: Espaço Moko

Seguindo a mesma proposta da Joiarte, o Espaço Moko – espaço colaborativo de moda, voltado para o investimento em causas sociais – reúne os criadores das marcas que o integram para contar sobre quem cria, confecciona e costura as roupas à venda no espaço. Também durante o bate-papo, rola uma exposição aberta na loja, para que o público não perca um detalhe sobre o Espaço Moko.

17h às 20 | edições realizadas também no sábado e no domingo

Espaço Moko (Shopping Estação)

Aberto ao público e sem necessidade de inscrição

 

Uma noite no museu

O que você sabe sobre as vestimentas e a cultura indígena? Na visita guiada pelo Museu da Arte Indígena, você fica sabendo sobre isso e muito mais! Além disso, rola uma palestra sobre Identidade Brasileira como forma de sustentabilidade na moda. Imperdível!

19h às 22h

MAI – Museu de Arte Indígena (Av. Água Verde, 1413)

Inscrições: https://goo.gl/VG151m 

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

 

Sábado, 28/04

O futuro da moda através do passado

Venha falar sobre os rumos da moda em uma visita à exposição “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses”, através da observação da história de uma das civilizações mais antigas da humanidade! O foco da visita fica sobre as indumentárias expostas no museu.

Das 10h às 11h

Museu Oscar Niemeyer

Inscrições: https://goo.gl/VG151m 

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). A inscrição não vale como entrada ao museu.

Oficina colaborativa de ecobags

Aprenda noções básicas de costura em uma oficina colaborativa voltada à produção de ecobags! As bolsas serão produzidas com tecidos e sobras das confecções das marcas de moda da Casa 102, coletivo de criatividade de Curitiba.

Das 14h às 18h

Casa 102 (Al. Julia da Costa, 102)

Aberto ao público e sem necessidade de inscrição

Feira de troca

A economia circular é uma das alternativas para uma moda mais sustentável. Mas você conhece esse conceito? Ele consiste na circulação de roupas, sapatos e acessórios na sociedade. Seja por brechós, seja por feiras de troca ou até mesmo doação, o que importa é fazer as roupas circularem, para que o consumo de peças novas diminua um pouco, desacelerando a indústria como um todo. Para a feira de troca realizada na Livraria Vertov, cada participante poderá levar até itens de vestuário, incluindo sapatos e acessórios. A mediação fica por conta de Liege Monteiro, especialista em consumo consciente.

Das 15h às 20h

Livraria Vertova (R. Visc. do Rio Branco, 835)

Inscrição gratuita em: https://goo.gl/VG151m

Posts Relacionados

Na moda PARA LER É TUDO TÃO SIMPLES (Agir): Danuza Leão, sempre moderna e elegante, fala sobre coisas simples, que podem facilitar e muito a nossa vida – des...
Paixão pela moda Com milhares de acessos em seu site todos os dias e 240 mil seguidores no Instagram, a londrinense Carolina Tognon realizou o desejo de muitas: ser um...
Versátil e espaçosa: a tal da Bolsa Saco Todo mundo sabe: bolsa de mulher é um acessório a parte. É nela que estão os itens de sobrevivência que nos ajudam na correria da rotina como maquiage...

Viverno digital

Loading...