Mundo místico

22 de dezembro de 2015 - Por: Redação


Uma das mais importantes cidades do Peru, Cusco está a 3400 metros de altitude, no alto da Cordilheira dos Andes. Para quem não está acostumado respirar aqui é difícil, falta de ar, tontura, dor de cabeça são alguns sintomas da altitude. Por isso é comum ver tanques de oxigênios em restaurantes e hotéis.  Outro remédio faz parte da tradição local: as folhas de coca. Elas podem ser mascadas ou consumidas como chá. O sabor é semelhante a de um mate e antes de você perguntar, não, não há nenhum efeito alucinógeno. A música alegre e os trajes coloridos são a marca de Cusco.

Cusco

Cusco foi a capital do império inca e de onde o império se expandiu. Na praça principal da cidade, na Praça das Armas, é possível ver sobre a fonte uma estátua do grande governante inca. Referências a cultura andina também podem ser vistas nas pinturas, esculturas, nos nomes das ruas, uma rica herança que essa gente faz questão de preservar. Nas ruas e vielas com calçamento de pedras o passado histórico se une ao presente. Moradores se misturam a turistas nessa cidade com mais de 300 mil habitantes. Cusco tem uma influência europeia muito forte, que se traduz na própria cidade, que parece ter sido construída em algum lugar perdido no tempo. Reserve pelo menos três dias em Cusco, tenho certeza de que não irá se arrepender.

Vale Sagrado

credito Nova Origem

Simplesmente não existem palavras que definam estar no Vale Sagrado. O lugar é realmente mágico. A primeira imagem que me vem a cabeça quando me lembro do vale foi da primeira paisagem que vi através da janela da van. Uma planície cortada pelas águas do Rio Vilcanota cercada de montanhas verdejantes refletindo uma linda luz dourada do sol. Lá embaixo plantação de milho e alguns vilarejos. Coração agrícola dos povos andinos a região é cercada pela beleza da Cordilheira dos Andes e que mantém nos pequenos povoados tradições seculares como em nenhum lugar do país. Vale a pena dar uma parada em Awana Kancha, para conhecer melhor a origem das lhamas e alpacas. Além de vê-las bem de perto você terá a oportunidade de alimentá-las. Por lá também alguns artesãos demonstram como são feitas as vestimentas e tingimentos com as lãs dos animais. Na planície cercada pelos picos nevados dos Andes o silêncio só é quebrado pela passagem de algum veículo. O Vale Sagrado fica a 2.900 m de altitude. Lá a vida é rural. A estrada une os pequenos povoados, um lugar simples com casas de pedras. A região é rica em cultura e beleza e guarda tradições, conhecimento e mistérios dos povos que passaram por ali séculos passados.

TRÊS EXPERIÊNCIAS QUE VOCÊ PRECISA TER NO VALE SAGRADO:

Museu Inkariy

Esse museu aposta no trabalho artístico para apresentar as mais conhecidas e influentes civilizações que formaram o Peru. Em cada sala a encenação de um aspecto do cotidiano desses povos. No local ainda você poderá desfrutar de um almoço delicioso.

Parador de Moray

Dois motivos simples para você visitar esse lugar: uma paisagem que mais parece uma pintura em tela, junto aos socalcos de Moray, no Vale Sagrado e um dos melhores banquetes que já vi e degustei na vida. Vale lembrar que o restaurante atende mediante reserva para grupos.

Salinas de Maras

Salinas de Maras CREDITO Geek!

Foto: GEEK!

 

Para descer até as salinas é preciso enfrentar uma estrada de terra e cascalho a beira do penhasco. São cinco mil bancos de sal explorados por 200 famílias. Não deixe de levar ao menos um saquinho dos vários tipos de sal, segundo os moradores o sal de lá é “sagrado”. Aliás, o que não é sagrado por lá?

Machu Picchu

Finalmente Machu Picchu, o lugar que eu sonhava tanto em conhecer. Não há nenhuma foto ou imagem que demonstre o quanto ela é impressionante. Na lista das sete novas maravilhas do mundo a cidade estabelecida pelos incas no topo de uma montanha ficou escondida até o início do século XX, quando foi descoberta por uma expedição que enfrentou e venceu os desafios da cordilheira e da floresta. Há duas maneiras de chegar a Machu Picchu: de trem (com opção de categoria econômica ou luxo) ou pela famosa trilha inca (se você é do grupo dos aventureiros e tem experiência em trekking pode se aventurar).  A paisagem às margens do Rio Urubamba é fascinante. O trem com janelas panorâmicas nos faz sentir como se estivéssemos caminhando entre as montanhas pelas trilhas incas. É indicado pernoitar na cidadezinha de Águas Calientes e dar continuidade a viagem na manhã seguinte.

010491_200menor

A subida ao portal até a mística cidade inca podem ser feitas de ônibus que saem a todo instante. Como o acesso é restrito e somente 2500 pessoas podem entrar por dia, tente chegar bem cedinho para aproveitar tudo o que Machu Picchu é capaz de proporcionar. A imagem da serração indo embora dando vida a montanha é um dos momentos mais emocionantes. E logo surge a cidade… imponente, única. Um verdadeiro desafio à engenharia e ao tempo. A cidade que resistiu a invasão espanhola ficou escondida durante séculos. Caminhar pelas suas antigas ruas é uma missão tranquila. Em alguns pontos é possível observar as lhamas que continuam se alimentando por lá e ignorando a presença do turista, algumas até parecem se exibirem para nós. Conhecer a cultura inca é aprender uma lição de respeito a natureza. A Pachamama (Mãe Terra) nos oferece tudo o que precisamos para ser feliz. Só precisamos saber usufruir e agradecer sempre. Se você está a procura de paz interior ou algumas respostas, posso garantir que ao visitar esse país encantador você irá encontrar o que está buscando. Foi lá que conheci um dos lugares mais belos e intocáveis do mundo: o meu próprio eu.

*A jornalista viajou a convite da CVC e Promperú.

Confira também:

Encantos de Lima

Aventuras pelo Deserto de Paracas

Posts Relacionados

O mundo de portas abertas POR QUE FAZER UM INTERCÂMBIO? As motivações são muitas: primeira viagem ao exterior, adquirir fluência no idioma (7 opções!), ganhar uma ex­periência...
Férias no seu resort Quem nunca sonhou com uma casa de férias? Porém, a manutenção, o alto valor na compra desse imóvel, entre outros fatores, impede que muitas pessoas co...
Conhecendo Malta em três dias Há 93km da ilha de Sicília, na Itália, existe um outro país até então misterioso para mim. Quando soube que iria para Malta comecei a pesquisar em sit...

Viver no digital

Loading...