4 empresários inspiradores contam o segredo para uma vida saudável e bem-sucedida

Histórias para você se inspirar e começar a construir uma rotina com mais qualidade de vida

19 de novembro de 2018 - Por: Redação

WhatsApp Image 2018-10-16 at 10.21.24 (1)

 

Lidar com um dia a dia superagitado e ainda reservar tempo para correr, cavalgar ou jogar beach tennis. Como eles conseguem? Embora pareça uma questão de sorte, um dos segredos para ter uma vida saudável e bem-sucedida em todas as áreas não tem nada a ver com o acaso, mas está diretamente ligado à disciplina. O médico Eliseu Portugal destaca que “disciplina depende, acima de tudo, de se conhecer”. Um dos meios de equilibrar os afazeres diários é definir o que é importante e o que é prioridade na vida. Trabalho, família, saúde, lazer. Segundo o especialista, o grande lance é fazer as escolhas certas na vida e ficar muito atento para manter o equilíbrio. Preparamos algumas histórias para você se inspirar e partir para uma rotina mais saudável.

 

“Disciplina depende, acima de tudo, de se conhecer”

 

PERSISTÊNCIA E RESILIÊNCIA

Ana Laura Angeli é médica veterinária, apaixonada por equitação e dona do Centro Equestre Gallope – Escola de Equitação

Ana Laura Angeli é médica veterinária, apaixonada por equitação e dona do Centro Equestre Gallope – Escola de Equitação

 

A equitação sempre fez parte da minha vida. Desde pequena, sou apaixonada por cavalos! Não podia vê-los na chácara de meu avô, que logo queria montar neles e sair cavalgando. Comecei a praticar o esporte com 11 anos e não parei desde então! Treino todos os dias e, logo que chego ao Haras, sinto um imenso bem-estar. Ter o privilégio de construir uma relação de confiança e de cooperação com o cavalo a cada aula, em meio à natureza, é maravilhoso! Além disso, a equitação melhorou minha postura, condicionou minha musculatura e ajuda a descarregar a tensão e a ansiedade do dia a dia. Sinto que o esporte melhorou muito minha autoconfiança e meu senso de liderança, o que definitivamente reflete positivamente em outros aspectos da minha vida. Porém, a maior lição que a equitação me ensinou foi a de saber lidar com a frustração. Quando o esporte não depende somente de nós, mas também de outro ser vivo com humor e necessidades totalmente diferentes dos nossos, é preciso aprender a cair e a se levantar sem perder a paciência ou desistir dos objetivos. Persistência e resiliência são valores indispensáveis para a equitação, mas que se aplicam perfeitamente em qualquer área da vida.

 

FOCO NO AQUI E NO AGORA

Arsenio de Almeida Neto CEO do Grupo Thá e corredor de montanhas

Arsenio de Almeida Neto CEO do Grupo Thá e corredor de montanhas

 

Pratico corrida de montanha há mais de 10 anos. O que mais gosto nessa modalidade é que ela não trabalha somente o condicionamento f ísico, mas também o foco. Na montanha, você tem que estar muito concentrado, ter força. É um grande desafio tirar a cabeça da correria do dia a dia e focar somente no momento da corrida, sem pensar em mais nada. Conseguir fazer isso é muito gratificante! Minha esposa, Carolina, treina comigo, o que por si só já é um bônus, pois passamos mais tempo juntos e cultivamos um objetivo em comum. Para mantermos o condicionamento que a corrida exige, acordamos cedo, cuidamos da alimentação e da qualidade do sono; aspectos que geralmente são deixados de lado em uma rotina atarefada e sedentária. Além disso, o planejamento, a disciplina e a concentração necessários para a corrida de montanha acabam atingindo outras áreas da minha vida, como no trabalho e nas minhas relações pessoais. Graças ao esporte, consigo focar no aqui e no agora, o que me permite aproveitar melhor a vida e os bons momentos proporcionados por ela.

 

UMA ROTINA DE ALEGRIA E BEM-ESTAR

Carla Kiss é arquiteta e beach tennis lover

Carla Kiss é arquiteta e beach tennis lover

 

Obeach tennis surgiu como uma forma de escape da correria e das pressões do dia a dia. Sou uma pessoa muito ansiosa e bastante exigente comigo mesma, o que pode tornar a rotina de trabalho estressante. Treinei tênis dos 12 anos até entrar na faculdade, mas a seriedade e a formalidade do esporte sempre me incomodaram. Quando eu descobri o beach tennis, me encantei pelo acolhimento do esporte! O beach é mais divertido e descontraído… tem um clima superfamiliar, que contribui para o meu bem-estar. Os treinos com os pés na areia também deixam tudo mais prazeroso! Pratico de cinco a seis vezes por semana, inclusive aos sábados e domingos junto de amigos. Além do condicionamento f ísico, sinto que o beach tennis transformou outros aspectos da minha vida. Para melhorar meu desempenho no esporte, passei a adotar comportamentos mais saudáveis, como comer melhor, dormir mais e evitar o consumo de álcool durante a semana. No entanto, sinto que essas mudanças não beneficiaram apenas minha performance no beach tennis, mas, sim, todos os aspectos do meu dia a dia. No fim das contas, a fórmula da felicidade é bastante simples: basta manter uma rotina disciplinada de atividades f ísicas que, além de saúde, proporcione momentos de alegria e bem-estar!

 

“QUERO CHEGAR BEM AOS 100 ANOS”

NO MELHOR ESTILO “FAÇA O QUE EU FAÇO”, O MÉDICO ELISEU PORTUGAL ENSINA QUE DISCIPLINA É FUNDAMENTAL PARA O BEM-ESTAR

WhatsApp Image 2018-10-10 at 20.11.39

 

QUAL A RELAÇÃO ENTRE DISCIPLINA E BEM-ESTAR?

Eu acho que a disciplina se aplica em tudo na vida, porque não há como atingir os objetivos se você não se dispuser a fazer isso de uma forma regrada. Se você quiser ter um bom condicionamento f ísico, por exemplo, mas não tiver uma constância na academia, se não comer direito e não tiver um acompanhamento médico, fica muito mais difícil.

 

QUAL O PRIMEIRO PASSO?

É importante que você tenha uma avaliação médica para que saiba se está tudo ok com seu corpo, metabolicamente e hormonalmente. Isso é fundamental para que você tenha o melhor desempenho possível. Estar bem informado sobre o seu corpo, sobre o que está acontecendo com você é o primeiro passo, porque você pode ter um hipotireoidismo e não sabe, por não ter sido diagnosticado, e aí vai para a academia, mas não rende, não tem disposição.

 

A PARTIR DAÍ É QUE SE DEVE TRAÇAR UMA META?

Sim, porque você tem que saber o que você quer. Hoje nós temos exames muito específicos. Eu uso muito a genética na minha atividade e consigo saber geneticamente qual o melhor exercício para o seu corpo. Tem como programar o que é melhor para você. Isso te deixa apto a ter uma melhor adesão.

 

A ALIMENTAÇÃO É UMA DELAS?

Com certeza. Eu por exemplo não como açúcar há 12 anos, evito comer frituras, não bebo refrigerantes, porque eu tenho 56 anos e quero chegar bem aos 80, 90, 100.

 

COMO VOCÊ VÊ ESSA QUESTÃO DA LONGEVIDADE?

Estamos vivendo cada vez mais, mas precisamos viver bem. Hoje se você for para o Rio de Janeiro, domingo, em Copacabana, vai ver um mar de idosos em cadeira de rodas. São pessoas que estão vivendo muito, mas mal. Eu não quero isso para mim, para os meus pacientes, para os amigos e para minha família. E para isso precisamos de disciplina.

 

ISSO VALE PARA O CAMPO PROFISSIONAL?

Eu não separo o corpo, a mente e o espírito. É preciso estar bem nos três aspectos. Com relação à vida profissional, é a mesma coisa, é preciso ter objetivo, não postergar o que você tem que fazer. Para os resultados aparecerem, tudo precisa ser feito ao seu tempo e tudo está relacionado, disciplina é fundamental em todas as áreas.

 

AS PESSOAS QUE SABEM O QUE QUEREM SÃO MAIS DISCIPLINADAS. COMO FOI NA SUA VIDA?

Meus objetivos sempre foram muito claros e eu sempre fui atrás deles. Acredito que para ter clareza sobre seus objetivos é preciso ser curioso, ler muito e ter um olhar atento para si mesmo e para o seu entorno, para conhecer os outros.

 

QUAL SUA MAIOR MOTIVAÇÃO?

É a minha paixão pelo meu trabalho. Por mais que não precisasse trabalhar – e eu preciso –, eu faria exatamente o que faço. Para mim é um prazer poder melhorar a vida do outro, evitar doenças, poder deixar o outro mais bonito. Porque está tudo interligado, antes de você ser bonito tem que estar saudável. E o que eu falo para os meus pacientes eu faço primeiro. Isso é uma regra.

Posts Relacionados

Cuidados com a dengue no inverno Muitos acreditam que os cuidados com a dengue e outras doenças transmitas pelo Aedes aegypti devem acontecer apenas no verão, quando as temperatur...
6 dicas para manter os dentes em dia Os problemas bucais não estão limitados à cárie e gengivite. A boca é o órgão do corpo mais exposto a processos infecciosos e traumáticos, sem con...
Como os cuidados paliativos ajudam os pacientes? APRESENTA   Diante do diagnóstico de uma doença grave, muitas dúvidas surgem na cabeça do paciente e seus familiares. E com a evolução ...

Viver no digital

Loading...