A Carminha voltou!

Adriana Esteves encarna nova vilã e se diz realizada por mais um trabalho em parceria com o marido, o ator Vladimir Brichta. O amor está no ar!

12 de junho de 2018 - Por: Redação

Foto: Estevam Avellar

Foto: Estevam Avellar

 

Vilanias e tramoias com uma pitada de humor são características evidentes de Laureta, nova cria fictícia da atriz Adriana Esteves, que em 2018 completa 30 anos de carreira na TV. No ar em Segundo Sol, a personagem promete agitar a nova trama das nove, munida de extrema maldade. “Procuro humanizá-la por conta de suas questões”, sintetiza a esposa de Vladimir Brichta, que vive o invejoso Remy no mesmo folhetim. E como o amor está no ar nesta edição da VIVER, é bom relembrarmos que esse romance entre os atores começou em 2004: desde então, nunca mais se desgrudaram. Ao se casar com o atual marido, Adriana já era mãe de Felipe e ao final do mesmo ano em que oficializaram os laços matrimoniais, nasceu Vicente, fruto dessa união. O mais bonito disso tudo foi Esteves adotar de coração a enteada Agnes, que havia perdido a mãe, vítima de câncer.

Acostumada aos holofotes desde que fez seu début na telinha como apresentadora da atração Evidência, exibida pela Rede Bandeirantes, ficou conhecida ao vencer o concurso “Estrela por um Dia” no dominical Domingão do Faustão. Esse foi seu passaporte para fama, ao conquistar um papel em Top Model e, depois, ao viver Patrícia em Meu Bem, Meu Mal. Dona de voz suave e personalidade tranquila, a artista está longe de se intitular uma celebridade. Ao contrário. Prefere encarar a profissão com seriedade e se cobra para obter um trabalho de boa qualidade, embora reconheça que não há perfeição na arte.

A explosão em sua trajetória artística aconteceu há seis anos, quando interpretou Carminha. No auge de sua simplicidade, prefere creditar o sucesso do trabalho ao autor da obra Avenida Brasil, João Emanuel Carneiro – com quem repete a parceria. Como não amar essa diva da teledramaturgia brasileira? Ladys and gentlemans, um pouco mais de Adriana Esteves nas páginas a seguir.

 

Conte-nos tudo sobre Laureta, sua atual personagem na novela Segundo Sol.

É uma personagem cheia de conflitos que esconde um passado misterioso. Ao mesmo tempo ela se emociona, passa por dores e sofrimentos. Procuro humanizá-la por conta de suas questões. Confesso que estou conhecendo Laureta aos poucos. Ela tem um lado cômico, mas não sei muito. Eu adoro novela. Procuro ser cuidadosa com meu trabalho, ainda mais nessa fase, cuido do meu corpo como atleta. Preciso ter fôlego e disposição para trabalhar muitas horas por dia, decorar diversos textos. Tomo conta do meu sono, da minha dieta, faço exercício físico e procuro manter minha mente em paz para corresponder ao volume de trabalho.

Em 2012, você explodiu na pele da vilã Carminha. Como é retornar ao horário nobre repetindo a parceria com João Emanuel Carneiro, autor de Avenida Brasil?

Eu o admiro pela maneira que escreve novelas. Avenida Brasil foi um dos trabalhos mais sensacionais da minha trajetória de 30 anos de profissão. Ele é um homem inteligente, fico feliz em repetir a parceria. O texto de Segundo Sol reafirma o mestre que ele é!

 

Teme que o público compare Carminha com Laureta?

Não me preocupo com essa comparação, mas acho que é inevitável. Não trabalho com medo, e sim com coragem, alegria e criatividade. Laureta é outra mulher, outra época, com histórias completamente diferentes. O grande barato dos personagens que fazemos é lembrarmos que o ser humano é único. Apenas é a mesma intérprete e o mesmo autor, que por sinal foi certeiro em Avenida Brasil.

 

A atriz Deborah Secco, sua colega de elenco, disse que está se inspirando em seu trabalho anterior como Carminha para compor a aprendiz de vilã na novela atual. Como se sente em ser referência?

A Deborah é uma jovem batalhadora com o mesmo tempo de profissão que eu, pois começou muito nova. Eu me inspiro em tantos atores também. A Renata Sorrah, por exemplo, dizem que somos parecidas. Já roubei até bordões do Lázaro Ramos (risos). Traz-nos um aconchego essa admiração que nutrimos uns pelos outros que faz parte de nossa profissão.

 

E como tem sido trabalhar com o marido na mesma trama, o ator Vladimir Brichta?

Não trabalhava com o Vlad desde a série Justiça, há dois anos, mas nossos personagens não contracenavam. Agora temos cenas juntos. É o auge do prazer, em todos os sentidos. Conversamos sobre tudo que nos inspira para a novela. A gente troca muito palpite. É bom desfrutar do grande ator que ele é. Tem sido bom estarmos com as mesmas pessoas, nos mesmos lugares. Estou com ele há 14 anos, é uma sensação gostosa estarmos juntos nesse processo criativo.

 

O fato de ter um marido baiano facilitou a construção de seu sotaque?

Além do marido, a família dele toda me ajuda. Estou sempre em contato com minha sogra que mora em Itacaré e meu sogro em Salvador. Meu sotaque não precisa ser fiel porque não é o meu. O principal é passar os costumes do povo baiano; a dança, o lado solar.

 

Com 30 anos de carreira como define o sentimento por seu ofício?

Embora eu goste de fazer meu trabalho sempre bem feito, porque amo meu ofício, na arte não existe perfeição. Sou responsável e dedicada. Tenho verdadeira paixão e imenso prazer pelo que faço e não me contento com pouco. Ao longo da minha trajetória profissional fiz aliança com várias pessoas que me orgulho bastante. Não existe fórmula para o sucesso. O que me move aceitar um trabalho é a afinidade artística, o respeito e a admiração.

 

Quais são seus segredinhos de beleza e a fórmula de um bronzeado perfeito?

Não tem segredo. Claro que conto com uma dermatologista bárbara, um cabeleireiro maravilhoso e faço exercício físico. Gosto e preciso do sol. Faço caminhada na praia sempre usando protetor solar. Se eu morasse num lugar sem sol, seria uma pessoa melancólica.

 

Em tempos de tecnologia o que te levou a se manter distante das redes sociais?

Os meus três filhos têm, mas eu não. Eles usam de maneira legal, não fazem disso um diário. Eu acho um barato os memes (risos). Os amigos passam pelo WhatsApp. Talvez, por gostar tanto, não tenho rede social. Imagina não cuidar dos filhos, não trabalhar para ficar conectada o dia inteiro? Dessa forma estou me protegendo. Mas… quem sabe eu não acorde dia desses com um Instagram!

Você tem projeto novo na TV, vai estrear a série Assédio após a novela. Conta mais sobre esse trabalho.

Foi um trabalho difícil porque contamos fatos inspirados numa história verídica, algo pesado. Gosto de trabalhos desafiadores. E voltar a trabalhar com a [diretora] Amora Mautner foi maravilhoso. Em meus últimos trabalhos na TV fiz uma heroína na série Justiça, e no cinema tenho feito mulheres sérias. Nas novelas, vilãs. Aliás, não gosto de rotular ninguém como vilão.

 

Adriana em seu novo papel, na novela Segundo Sol Foto: João Miguel Junior

Adriana em seu novo papel, na novela Segundo Sol Foto: João Miguel Junior

 

A inesquecível Carminha, de Avenida Brasil Foto: Alex Carvalho

A inesquecível Carminha, de Avenida Brasil Foto: Alex Carvalho

 

Com o marido, o ator Vladimir Brichta Foto: Luiz C. Ribeiro

Com o marido, o ator Vladimir Brichta Foto: Luiz C. Ribeiro

 

Na série Toma Lá, Dá Cá, ao lado de Arlete Salles e Miguel Falabella Foto: Thiago Prado Neris

Na série Toma Lá, Dá Cá, ao lado de Arlete Salles e Miguel Falabella Foto: Thiago Prado Neris

 

Em Coração de Estudante, folhetim de 2002 Foto: João Miguel Junior

Em Coração de Estudante, folhetim de 2002 Foto: João Miguel Junior

 

Ao lado de Fábio Assunção na minissérie Dalva e Herivelto, de 2010 Foto: Renato Rocha Miranda

Ao lado de Fábio Assunção na minissérie Dalva e Herivelto, de 2010 Foto: Renato Rocha Miranda

 

 

 

 

Posts Relacionados

Você fala sobre ética com o seu filho? https://www.youtube.com/watch?v=8OQqbq0EUuw Convidamos alguns adolescentes para falar sobre situações que envolvem ética em seu cotidiano. Saiba po...
Por Que Não Eu? Pessoas interessantes, bonitas, inteligentes, simpáticas… mesmo com todas essas qualidades, muitas vezes têm dificuldade de namorar, ou de arranjar “b...
A experiência única de um intercâmbio https://youtu.be/1DlIlBCTeEM Como o intercâmbio pode transformar um adolescente? E para quem fica, qual é a sensação? Confira como foi a experiênci...

Viverno digital

Loading...