Os segredos de três casais que trabalham juntos

Já pensou em trabalhar com seu companheiro? Eles mostram que é possível administrar trabalho, relacionamento e família

9 de junho de 2017 - Por: Angélica Mujahed

Quando decidi escrever esta matéria queria descobrir o segredo de casais que, além de compartilharem a vida, a casa e a educação dos filhos, dividem também o lado profissional. Aliás, dividem não. Somam! Sei que não existe relacionamento fácil e o trabalho pode contribuir para possíveis discussões quando se passa 24 horas por dia juntos (afinal, mais tempo lado a lado, mais possibilidades de conflitos, não é? Nem sempre). Mas será que existe uma receita para fazer a convivência dar certo? Conheci três casais que toparam esse desafio da vida e, com eles, descobri que tolerância, paciência, respeito e ter um objetivo em comum são as bases para fazer funcionar. (Além de muita força de vontade, claro). Descobri também que não existe fórmula, pois a construção de uma vida a dois é a feita dia após dia.

 

COMUNICAÇÃO É A CHAVE

Fotos: Kelly Knevels

Para Mauro Baldan e Oglah Martins, a base é o respeito. Se você tem uma crítica ou colocação, se falar com jeito e respeito vai acabar conseguindo chegar onde quer. Na opinião deles, uma boa conversa resolve qualquer coisa (Fotos: Kelly Knevels)

 

Mauro Baldan e Oglah Martins são casados há 20 anos, mesmo tempo de vida da Verbal Comunicação, agência fundada por ele. Oglah se juntou ao time há 12 anos, quando largou um cargo de alto padrão em um banco para construírem um futuro juntos. “Foi um desafio, mas dividimos muito bem o que era de cada um. Ele tem qualidades que não tenho, e eu tenho qualidades que ele não tem. Assim, não existe competição entre nós”, conta Oglah. Já Mauro explica como a confiança é importante. “Sempre digo a ela: ‘eu confio em você’, e ela também diz isso. Assim, delegamos e confiamos, não ficamos questionando decisões. Da mesma forma como é no casamento, às vezes relacionamentos acabam porque as pessoas não conversam, e problemas menores vão se amontoando. Se temos uma questão, resolvemos na hora e não voltamos mais no assunto.” Mas como eles dividem o momento da empresa e da família? “A divisão de lugares é muito bem estabelecida, tanto que muitos clientes não sabem que somos casados”, conta a diretora de atendimento. Por outro lado, em casa evitam falar de trabalho. “Às vezes falamos, mas tem que ser algo prazeroso. Não levamos problemas da empresa para casa. Porém, se acontece alguma conquista, é uma celebração que divido com minha esposa. Não deixa de ser um assunto de família”, explica Mauro. Os dois, inclusive, já inspiraram casais de amigos a trabalharem juntos. “É só cada um saber seu lugar e se respeitar. O amor não diminui! Gostamos de sair do trabalho e fazer janta em casa, tomar um vinho. Conversamos muito! Não tem tédio”, finaliza Oglah.

 

CAFÉ COM AMOR

Casais que trabalham juntos 2

Estela Cotes e Leo Moço acreditam que, por passarem tanto tempo juntos, às vezes, acaba faltando uma saudade, ou acontece uma briga, e eles perdem de se observar de uma forma bacana. Mas o casal quer chegar junto até o final da vida e, para isso, é preciso ultrapassar essas coisas. “É o que faz um relacionamento ser relacionamento”, diz Leo

 

Estela Cotes e Leo Moço são a dupla do café. Juntos há quatro anos, o amor dele pela bebida a fez se encantar por esse mundo e topar administrar o Barista Coffee Bar. Há um ano trabalham lado a lado todos os dias para que o empreendimento dê certo. Além disso, os dois têm um filho de dois anos, outra tarefa que fazem juntos: educar. Estela conta que no começo relutou um pouco. “Tinha receio de deixar minha carreira em comunicação para trabalhar com café e, ainda mais, com meu marido. Ter um sócio é como um casamento, mas, quando seu sócio é também seu esposo, é mais dif ícil dosar a relação.” Leo explica que é inevitável falar sobre trabalho em casa às vezes. “O café está 24 horas na minha vida, não penso se devo ou não falar, mas quando chegamos em casa tentamos viver outras coisas e dar atenção ao nosso filho”. Estela destaca que, sim, algumas vezes a relação foi abalada por um desentendimento no trabalho, “mas temos que saber contornar tudo isso, e estamos sabendo. Ele precisou entender como eu funciono e eu como ele funciona. Assim fomos nos ajustando. É preciso entender até onde cada pessoa vai para não criar conflito”.

 

 

 

 

 

 

 

DESENHANDO A PARCERIA

Foto: Kelly Knevels

Maria Dolores e Antônio Pedro Gasparin Neto afirmam que é essencial entender como o outro é, aprender a aceitar os defeitos e perceber que algumas coisas não vão mudar. O casal também celebra todas as conquistas e destaca a importância de ouvir o outro (Foto: Kelly Knevels)

 

Provavelmente você já viu algum acessório com o design único de Maria Dolores por aí. Ela montou a marca há nove anos e um ano depois o marido, Antônio Pedro Gasparin Neto, quis ajudá-la na área financeira e o que era temporário se tornou uma parceria de sucesso. “Ele tem uma visão empreendedora e fez toda a expansão da marca. Já eu fico focada na parte criativa, assim ficou tudo bem dividido”, destaca a designer. “Muitas pessoas perguntam: ‘como vocês conseguem trabalhar juntos?’, mas somos calmos e curtimos a companhia um do outro. Não levamos discussão para frente!”, dispara Maria. “Nossa parceria está dando certo porque queremos que dê. Seja no casamento, ou nos negócios, querer é o maior segredo”, conta Antônio. “Tomamos alguns cuidados quando sentimos que o momento era para ser de casal, de família, e começamos a falar muito sobre trabalho. Também tentamos levar só as coisas boas para casa”, complementa. “Às vezes no jantar conversamos sobre alguns pontos que não conseguimos finalizar, mas em casa priorizamos o tempo para curtir as crianças”, diz Maria. Antônio acredita que é importante não discutir trabalho antes de dormir. “Evitamos levar algo negativo para esse momento, para que não seja estressante.”

 

Posts Relacionados

Um voo de superação Em dezembro de 2014 a engenheira de alimentos Luciana Vilaverde Schmitt fazia MBA quando foi proposto aos alunos um projeto para realizar novas ativid...
Xuxa Mudança. Quem nunca passou por uma? Sabe aquela vontade de jogar tudo para o alto e realizar nossos sonhos – seja pessoal ou profissionalmente? Foi ex...
Diga: quem você é, me diga? O que você faz naquela hora em que (quase) ninguém está olhando? Descubra o lado B de nossos convidados          POR Bruna Covacci | FOTO Arquivo Pes...

Viverno digital

Loading...