Claudia Raia em sua melhor fase

Em entrevista exclusiva, a atriz fala sobre as vantagens da maturidade e da necessidade de priorizar o que é importante

6 de dezembro de 2017 - Por: Redação

A atriz Claudia Raia vive no “modo econômico”, bem ao estilo menos é mais. Sem descuidar da alimentação e dos exercícios para manter o famoso corpão, Claudia lembra que é preciso conciliar e priorizar o que é importante. Nessa época de fim de ano e de inspiração para metas para o ano que vem aí, nada melhor do que ter essa inspiração entre nós. Seja bem-vinda, Claudia.

 

VOCÊ SEMPRE CUIDOU DO CORPO FAZENDO AULAS DE BALÉ, MUSCULAÇÃO E AERÓBICA. SEU CORPO É REFLEXO DA DISCIPLINA?

Com certeza! Hoje eu colho os frutos de uma vida regrada de alimentação e exercícios. Não existe fórmula mágica ou milagre. Acredito que o corpo adquire essa memória, esse entendimento da prática de exercícios. Particularmente eu gosto mais do meu corpo hoje do que antes. Tenho minhas formas, gosto delas (gargalhadas).

POR FALAR NISSO, COMO É SEU DIA A DIA COM RELAÇÃO AO CORPO? E ALIMENTAÇÃO?

Eu tenho uma alimentação muito regradinha, mas é algo natural no meu dia a dia. Lá em casa não entra nada enlatado, por exemplo. É tudo fresquinho, orgânico, feito na hora. Como eu tenho muitos compromissos, eu levo minha marmita sempre comigo. Meus lanches também. Isso me ajuda bastante. Meu corpo, eu faço exercícios regularmente, pratico minha aula de dança, que é algo que eu amo.

 

A atriz Claudia raia comenta sobre estar vivendo sua melhor fase (foto: Paschoal Rodriguez)

A atriz Claudia raia comenta sobre estar vivendo sua melhor fase (foto: Paschoal Rodriguez)

QUAIS OS SEUS MAIORES VILÕES PARA SE MANTER NA LINHA?

Acho que a rotina puxada poderia ser a minha maior vilã. Mas eu aprendi a conciliar e priorizar o que é importante. Às vezes deixamos de lado coisas que são importantes por causa dos compromissos de trabalho, mas temos que aprender a encontrar esse momento para nós, momento de almoçar direitinho, de mexer o corpo. E eu já encontrei esse caminho.

NOSSA EDIÇÃO FALA SOBRE PROPÓSITO DE VIDA, QUE PRECISAMOS ESTAR ATENTOS PARA ENTENDER O QUE NOS MOVE. O QUE TE MOTIVA HOJE?

Acredito que é preciso estar atento para o seu desejo e respeitar ele. Muitas vezes deixamos de fazer algo pensando no que o outro vai achar. E acredito, de verdade, que é preciso ter esse cuidado com o seu desejo. O que me motiva é o meu desejo, o meu amor pelo meu trabalho e pela minha família e amigos.

 

ATÉ POR UMA QUESTÃO PROFISSIONAL VOCÊ PRECISA ESTAR SEMPRE FOCADA NA BELEZA E EM TRATAMENTOS ESTÉTICOS. QUAL O LIMITE?

O limite vai depender de cada um. É muito pessoal. Tenho uma dermatologista incrível e eu faço tudo o que ela manda. Eu sigo à risca. Sou muito a favor de você fazer aquilo que te faz bem. No meu caso, sou atriz, e acho que não posso fazer nada extremo. Trabalhamos com expressão, então acho que o meu limite tem muito a ver com o meu trabalho e com o que me deixa confortável.

VOCÊ FOI CASADA OUTRAS VEZES MAS AGORA PARECE QUE VIVE UMA FASE MUITO MAIS LIVRE, MAIS INDEPENDENTE. É A MATURIDADE?

Jarbas e eu somos muito parceiros. Temos muitas coisas em comum e gostamos de estar juntos. Vivo um momento feliz na minha vida pessoal e pro­fissional. E, claro, a maturidade sempre ajuda. Você tem entendimento melhor da vida, menos pressa, menos ansiedade e isso reflete em tudo o que você faz e vive.

“ESSA MATURIDADE DE COMPREENDER O OUTRO, DE ENTENDER QUE NEM TODOS PRECISAM PENSAR E AGIR COMO VOCÊ É MUITO BOM, LIBERTADOR PARA FALAR A VERDADE”

VOCÊ FALOU QUE UM DOS PONTOS FORTES DO SEU CASAMENTO COM O ATOR E DIRETOR JARBAS HOMEM DE MELLO É O BOM HUMOR. ESSE É O SEGREDO PARA QUALQUER RELACIONAMENTO?

Não sei se é o segredo para os outros relacionamentos, mas, no meu, o bom humor é um item a mais, um plus (risos). Rimos o tempo inteiro, fazemos as mesmas piadas, temos o mesmo humor e referências.

EM ALGUMAS ENTREVISTAS VOCÊ TEM BRINCADO QUE COM 50 ESTÁ NO “MODO ECONÔMICO”. PODE CONTAR COMO É ISSO? ACREDITAMOS QUE NOSSAS LEITORAS PODEM GOSTAR DAS DICAS 😉

(Gargalhadas) Pois é. Eu vivo um modo econômico. O menos é mais para mim agora. Quando você é muito jovem, você quer dar sua opinião sobre tudo, quer convencer o outro da sua opinião. E não vivo mais isso. Falo só quando acho necessário, minha participação agora é especial. Essa maturidade de compreender o outro, de entender que nem todos precisam pensar e agir como você é muito bom, libertador para falar a verdade. É esse o meu modo econômico. Pontuo só o que acho necessário hoje em dia.

Posts Relacionados

Ousadia & Alegria Entrou na música para vencer a timidez. Exibiu seu talento em barzinhos. Mostrou sua voz em um reality show, foi criticado e eliminado. Essa é uma his...
Como perguntar sobre a vida escolar das crianças? Depois que os filhos entram na escola é quase inevitável que a mãe ou o pai façam a pergunta: “Como foi a escola hoje?”, o que muitas vezes é resp...
Você já pensou quais são suas prioridades? Trabalhar, cuidar dos filhos, da casa e praticar atividade física. Essas são algumas tarefas que ocupam nossos dias, certo? Mas será que você tem tira...

Viverno digital

Loading...