Como sua mente impede que você emagreça

Aprenda a desenvolver uma mente magra e a impedir a compulsão por comida

23 de janeiro de 2017 - Por: Redação

Comportamento_Como sua mente impede que voce perca peso 4

Você já fez várias dietas e sempre acaba desistindo porque não consegue emagrecer? Existe uma infinidade de fatores que faz as pessoas ganharem peso, mas se engana quem pensa que o psicológico não influencia nessa questão.  Antes de começar uma dieta, é importante avaliar sua saúde mental.

Segundo o psicólogo Akim Rohula Neto, quem sofre com depressão e ansiedade pode ter uma propensão maior para engordar. “Muitas pessoas reagem à tristeza comendo. Não é por fome, é uma reação a um momento de angústia, buscando preencher um vazio. Nesses casos a comida acaba se tornando uma espécie de “bengala” para quem busca apoio”, explica. Segundo o profissional, se você se sente ansioso, triste ou com raiva quando vai comer ou pensa em comida, é preciso ficar atento. “A alimentação deve ser prazerosa ou, no mínimo, um hábito. Se outras emoções estiverem surgindo é preciso procurar um profissional”.

 

COMO DESENVOLVER UMA MENTE MAGRA

Para Rohula, o maior problema de quem quer emagrecer é desenvolver uma “mente magra”. “Este processo envolve disciplina e, principalmente, conexão com o corpo. Com a vida moderna aprendemos a comer demais e negligenciar os sinais que nosso corpo nos envia”.

– Aprenda a interpretar os sinais que seu corpo envia e a obedecê-los

Pensar magro é um processo de autoconhecimento

– Aprenda como seu corpo reage à comida para desenvolver a manutenção do peso

 

COMO IMPEDIR A COMPULSÃO

A autossabotagem é uma das maiores armadilhas para quem quer emagrecer. “Muitas pessoas, quando se deparam com algo que querem muito comer, tendem a pensar que não há problema em comer só aquilo, e o “só hoje” se transforma em uma atitude constante”, explica o psicólogo. Confira técnicas para impedir a compulsão:

– Ao olhar para um bolo, é normal pensar no sabor e no prazer que ele dará, mas o ideal é começar a associar o sabor com as consequências de sua ingestão

– Aprender a pensar magro significa devolver à comida o status de alimento e tirar a carga emocional que não lhe pertence

– Se pergunte: “comer isso irá ajudar a resolver meu problema?”. Se a resposta for “não”, vem mais uma pergunta: “o que posso fazer para resolver essa questão?”. Dessa forma você desassocia o ato de comer da possível solução de seus problemas

– Entenda os gatilhos que o levam a comer para evitar o impulso

– Aprenda a perceber quando está comendo por ansiedade e não por fome

– Quando os resultados começarem a aparecer, você vai ganhar mais confiança e controle sobre suas atitudes

Posts Relacionados

São tantos pedidos Impossível Papai Noel não se emocionar com os pedidos feitos por crianças nesta época do ano. Ao se aproximar do simpático senhor de barba branca e ro...
Amar se aprende amando Dr. Ismael Lago e a esposa, Rosil (Fotos: Fer Cesar)   Este ano ele está completando seu jubileu. São 50 anos dedicados à Medicina, profis...
A intensa Camila Pitanga Por: Michele Marreira É sempre um verdadeiro deleite ao ligarmos a TV, após um dia intenso de trabalho, dar de cara com a atuação de Camila Pitanga...

Viverno digital

Loading...