Deborah Secco, protagonista na maternidade

Amor integral à filha e atenção do pai marcam a criação da primeira filha da atriz

8 de maio de 2017 - Por: Revista Viver


IMG_2309 copy 5

Foto: Karla Passaglia e Tristana Passaglia

 

Por: Michele Marreira 

Intensidade. Talvez seja essa uma das características que mais identifica nossa entrevista. Isso porque Deborah Secco não aceita viver nada pela metade. Suas emoções são viscerais tanto em suas personagens quanto na vida real – onde desejos e sonhos se realizam independentemente de um roteiro. E foi assim, sem planejamento, mas com muito amor, que a atriz se viu grávida da pequena Maria Flor em 2015. A menina, atualmente com 1 ano e seis meses, é fruto de seu casamento com o ator Hugo Moura. Coruja assumida, a mãe faz questão de compartilhar os momentos de “fofurice” do cotidiano da família, com seus milhares de seguidores nas redes sociais. “Eu faço os posts como qualquer outra mãe orgulhosa da sua filha. E não é por ser filha de uma pessoa pública que ela deve aparecer mais ou menos”, esclarece. Preocupada com os ensinamentos que pretende passar à pequena desde já, ela conta com a participação do marido nas pequenas tarefas do dia a dia, como a troca de fraldas e a hora do banho: “A presença do pai é fundamental em todos os momentos”. O coração aperta quando precisa se distanciar rumo ao trabalho. É nos estúdios do Projac, Rio de Janeiro, que por meio do figurino da fictícia academia Forma, Deborah dá espaço à sua atual personagem na TV, a determinada Tânia, uma verdadeira leoa quando o assunto são os filhos em Malhação – Pro Dia Nascer Feliz. Acostumada com o set de gravação desde os 11 anos, quando estreou na televisão no papel da garotinha Denise em Mico Preto, no início dos anos 1990, registra a marca de 17 novelas, 16 séries/seriados e 15 filmes em sua trajetória artística. Considerada uma das personalidades mais requisitadas da dramaturgia brasileira, interpretou os mais distintos perfis na telinha: da mocinha Sol da novela América a espevitada Darlene, manicure envaidecida pela fama em Celebridade. Sem contar inúmeros papéis cômicos. Hoje, aos 37 anos, exibe a ótima forma física sem neura em atingir o exigido “corpo perfeito”. “Eu tenho sorte de ter uma genética boa e por isso meu corpo voltou muito rápido”, explica. A seguir você confere uma entrevista exclusiva que essa querida estrela dos folhetins nacional concedeu à VIVER na edição especial dedicada às mães.

 

Estamos no mês dedicado às mães. Quais os principais desafios na hora de educar uma criança no mundo atual?

Acho que o mais difícil é passar bons princípios e valores às crianças. Isto é algo que eu e o Hugo sempre pensamos que ela cresça dessa forma, com bons princípios e valores. Livre para escolher ser o que ela quiser ser, mas dentro dos valores que acreditamos serem corretos.

 

Embora a Maria flor seja muito novinha, você já consegue identificar a personalidade da pequena?

Ela é muito carinhosa, risonha, é uma criança alegre e feliz. Já não lembro como era a minha vida antes de Maria Flor.

 

Qual a importância da participação do pai nas tarefas cotidianas com a criança? O ?Hugo costuma dar banho, trocar fralda, colocar para dormir?

O Hugo está presente em todos os momentos, desde quando a Maria nasceu. Ele faz exatamente tudo. Quando temos algum compromisso, sempre tentamos alinhar para que um de nós esteja com ela. A presença do pai é fundamental em todos os momentos.

 

O que a maternidade mudou em sua vida? O que ela te trouxe de aprendizado?

Eu costumo dizer que mudou tudo. Hoje, a minha vida inteira, tudo o que eu faço, é pensando na minha filha. Antes, eu só pensava em mim mesma, eu vivia para mim, somente. Hoje, eu vivo por ela, pra ela. O que eu aprendi é que o amor pode ser ainda maior do que eu imaginava.

 

Que tipo de critério você utiliza na hora de postar fotos da sua família, especialmente da maria flor, nas redes sociais?

Eu faço os posts como qualquer outra mãe orgulhosa da sua filha. A Maria não é diferente de ninguém. E não é por ser filha de uma pessoa pública que ela deve aparecer mais ou menos. E eu acho todos os momentos tão lindos, que eu gosto de compartilhar com as pessoas que me acompanham.

 

Seu corpo está bem definido. O que você fez para voltar à boa forma novamente após a maternidade?

Eu tenho me dedicado, exclusivamente, à minha filha desde que ela nasceu. Poucos são os momentos que eu tenho tirado para cuidar de mim. Eu tenho sorte de ter uma genética boa e por isso meu corpo voltou muito rápido.

 

TV Globo-Rafael França-InsensatoCoração

Em Insensato Coração, novela de 2011, Deborah vive a sensual Nathalia Lamour Foto: Rafael França

 

Atualmente você também é mãe na ficção, vivendo a recepcionista tânia de malhação. Conta um pouco como é viver essa experiência na telinha e se deu um aperto no coração ter de voltar ao trabalho. Já estava com saudade de atuar?

Eu estou adorando fazer Malhação. Essa troca com os novos atores é muito bacana. Toda vez que eu saio de casa para trabalhar me dá um aperto no coração. E, sempre que estou trabalhando, penso que assim que puder voltarei para casa e vou aproveitar todos os momentos com a Maria. Eu amo trabalhar, mas estar com a minha filha é ainda melhor.

 

Você estreou ainda criança na tv, aos 11 anos. Após tantos trabalhos e personagens, qual balanço você faz de sua trajetória desde aquela época até aqui?

Eu aprendi muito. Conheci pessoas essenciais na minha carreira. Amadureci muito e, com o passar do tempo, só tive mais certeza de que era isso que eu queria pra mim.

 

Quais são suas dicas de cuidados com beleza para manter uma pele saudável?

Eu não tenho muitos truques de beleza. O que eu faço é, basicamente, lavar bem o rosto pela manhã e passar um creme específico, e de noite da mesma forma.

 

Tratando-se de moda, como define seu estilo e quais peças não faltam em seu closet?

Eu sou básica. Adoro um jeans e camiseta. Gosto também de macacões, dependendo da ocasião.

 

Qual sua relação com Curitiba? O que gosta de frequentar quando está na cidade?

Infelizmente não tive muito tempo para conhecer a cidade nas vezes que estive em Curitiba. Acho uma cidade linda. Adoraria poder voltar com mais tempo para conhecer melhor.

 

Para finalizar poderia deixar um recado aos leitores?

Quero agradecer muito por todo o carinho. Estou muito feliz de fazer parte da história da Revista VIVER Curitiba. Deixo aqui um grande beijo a todos.

Posts Relacionados

Procura-se anjos “Somos todos anjos com uma asa só e só podemos voar quando abraçados uns aos outros”. A frase do escritor italiano Luciano De Crescenzo é uma excele...
Cabeloterapia Eles estão sempre a postos para ouvir os segredos, enxugar as lágrimas, alisar os cabelos, dar aquela dose de ânimo e de tinta capazes de transformar ...
Dicas da Coach Mira Graçano para você se reinventa... Cada ano é uma nova oportunidade para pensar em projetos que estão parados, realizar sonhos e tirar algumas coisas do papel. Porém, parece que o tempo...

Viverno digital

Loading...