Os benefícios da dança que vão muito além do físico

Descubra como a arte de dançar pode mudar não só o corpo, mas a vida de quem a pratica

28 de setembro de 2016 - Por: Redação

 

comportamento_dança2

Terapia da dança. Você já ouviu falar? Para algumas pessoas que praticam essa atividade é assim que elas a encaram. Isso porque a prática de modalidades como jazz, sapateado ou ballet beneficia não apenas o corpo, mas também a mente. “É impressionante como num dia em que você está extremamente desanimada, triste, sem vontade de fazer nada, dançar pode mudar todos os rumos. A dança é um combustível pra alma, ela é capaz de te energizar de tal forma que você sai de uma aula 200% melhor do que quando você entrou”, conta Carolina Cherobim, 39 anos, publicitária e aluna da Belive Stúdio de Dança. “A dança sempre esteve presente na minha vida. Danço desde os 5 anos e além dos benefícios físicos de crescer dançando, existem os benefícios psicológicos e até espirituais”, explica.

 

Ainda de acordo com Carolina, dançar é empoderador: “Aprender coisas novas, aprimorar movimentos antigos e ver resultado me traz uma sensação maravilhosa de superação, e me dá confiança para ultrapassar obstáculos em todas as áreas como trabalho, relacionamentos, realização de projetos pessoais”. Também apaixonada pela arte dos movimentos, a jornalista e professora de sapateado Manuela Niclewicz diz que a dança pode ser terapêutica: “Danço desde os 5 anos de idade e desde então nunca cogitei parar. As vezes saio do trabalho supercansada, mas não deixo de fazer minhas aulas porque sei que no final vou me sentir completamente revigorada”.

 

comportamento_dança

Foto: Rafael Seixas

 

A coordenadora de marketing Carolina Carrasco reconhece na atividade o poder da arte. “A dança foi fundamental para que eu me tornasse a mulher e a profissional que sou hoje. Com ela eu aprendi o que é responsabilidade, disciplina e perseverança, aprendi a superar limites, a respeitar e entender a diferença entre as pessoas. Aprendi a superar o medo e a timidez, a encarar a minha personalidade de frente para o espelho, e a perceber meus defeitos. Muito mais do que dançar bem ou ter um bom alongamento, eu aprendi a ser uma pessoa melhor”, conclui Carolina.

 

Ainda tem dúvidas sobre os benefícios que a dança pode proporcionar? Veja alguns que a professora da Believe Amanda Ravedutti listou:

– A dança trabalha diversos aspectos físicos, emocionais e cognitivos. Entre outras conquistas, estão melhora da autoestima, da percepção musical, da memória e da desenvoltura frente ao público

– Um dos maiores benefícios é o desenvolvimento da consciência corporal, ou seja, a habilidade de reconhecer e trabalhar as facilidades e limitações do próprio corpo; o que, em médio prazo, promove a autoconfiança e o autocontrole

– É bastante comum ouvirmos sobre como a dança melhora a qualidade de vida de seus praticantes. Isso se dá, também, em função do envolvimento emocional e social que se estabelece entre os praticantes

– As aulas oferecem ainda, uma forma de expandir as habilidades motoras, trabalhando flexibilidade, alinhamento, agilidade, equilíbrio e força

– É uma importante ferramenta para trabalhar o lúdico tanto em crianças como em adultos, oferecendo ao praticante de qualquer idade, novas possibilidades de expressão através da música e do movimento

– É uma ótima maneira de queimar calorias e de combater o estresse do dia a dia. Por ser uma atividade intensa, promove a diminuição da tensão e em uma aula é possível queimar até 500 calorias

 

Posts Relacionados

A história do Gaya Bem-Estar   A empresária Daniela Reis comemora 12 anos de sucesso com o Gaya Bem-Estar   Os indianos chamam a grande força que gera o Universo, respo...
Luxo é ter tempo para você A empresária Lilian Miranda fez da meditação uma causa. Para ela (e para muita gente que faz parte do movimento Mãos Sem Fronteiras), cinco minutos po...
Eles amam viver Curitiba A capital das quatro estações em um dia se destaca por oferecer várias possibilidades de estilos de vida. Seja na área gastronômica, cultural ou até n...

Viverno digital

Loading...