As vantagens do intercâmbio para seu filho

Viajar para outro país, além de ensinar uma língua estrangeira, pode transformar seu filho

21 de setembro de 2016 - Por: Angélica Mujahed

O que um adolescente pode aprender em três semanas nos Estados Unidos? Aprimorar o inglês, conhecer um país diferente, fazer amizades, administrar seu próprio dinheiro, ter responsabilidade… A bagagem que um intercâmbio oferece é imensa! “A experiência foi muito boa. Me trouxe um senso de responsabilidade que eu não tinha”, diz Felippo Fattouch, estudante de 14 anos que passou 21 dias na cidade de Deland, nos Estados Unidos. Felippo conta que por mais que já conhecesse o país, a experiência foi diferente. “Além de conhecer uma nova cidade, aprendi o que torna esse país a força e a potência mundial que é hoje. Fui a lugares e fiz coisas que provavelmente não teria feito se estivesse com meus pais”, relata.

Para a mãe do estudante, Mara Brunetti Fattouch, a evolução do filho foi grande, apesar dos poucos dias fora. “Foi a primeira vez que o Felippo viajou sozinho, e isso trouxe um amadurecimento tanto para ele como para nós, pais. Ele aprendeu a ser mais independente, era responsável pelos seus horários, cuidava da alimentação, dos seus pertences e, principalmente, aprendeu a administrar seu dinheiro”, destaca.

 

comportamento_Talken

O diretor Magdal Frigotto com a mãe Mara Brunetti Fattouch e o intercambista Felippo Fattouch: a chave para um intercâmbio bem sucedido é a confiança. Foto: Mariana Barcellos

 

FÉRIAS COM UM PLUS

Esse tipo de intercâmbio que não interfere na agenda escolar do aluno está sendo cada vez mais procurado. “O objetivo do curso é proporcionar uma experiência internacional para os adolescentes, que ficam imersos na cultura americana e melhoram a fluência no inglês”, afirma o diretor da Talken English School, Magdal Frigotto. Durante a viagem, os adolescentes moram no campus da Stetson University e fazem um curso intensivo de inglês. “Eles também realizam atividades fora da sala de aula, conhecendo a cidade, participando de atividades culturais e, a parte mais divertida, visitando os parques de Orlando”, afirma o diretor.

Para os pais que ainda tem receio de ficar longe dos filhos, Magdal explica que a escola supervisiona o tempo todo. “Os diretores também moram na universidade no período do curso e eles vão em um grupo grande”, conta. Já que atualmente muitos brasileiros têm frequentado universidades nos Estados Unidos, esse intercâmbio pode prepará-los para o futuro. “Os alunos têm a oportunidade de viver a experiência de  morar e conviver em uma autêntica universidade americana”, diz.

Mara, a mãe de Felippo, concorda que a oportunidade foi única e que tudo aconteceu como ela esperava. “Me senti muito segura durante o tempo que meu filho esteve nos EUA. Acompanhava diariamente toda a programação deles, e a escola postava em redes sociais comentários e fotos de tudo o que acontecia por lá. Já ele gostou tanto que quer repetir ano que vem”, conta.

 

comportamento_Talken 2

Os alunos visitando o Magic Kingdom em Orlando

 

comportamento_Talken 3

Intercambistas e professores em momento de descontração em sua residência na Stetson University

 

E O APRENDIZADO?

A viagem vai além de aprender inglês de forma intensa. “Aprendi que três semanas são o suficiente para se formar grandes amizades, tanto com os colegas do grupo quanto com os professores. Esse período foi muito importante para fortalecer amizades que eu já tinha e ainda me ensinar a ser mais tolerante com as opiniões dos outros, pois ficávamos em quatro pessoas em um mesmo apartamento e tínhamos que decidir muitos assuntos em grupo”, finaliza Felippo.

 

SEU FILHO QUER FAZER UM INTERCÂMBIO?

O que você precisa saber antes de liberar a viagem: 

– Fique bem atento para que seu filho esteja em mãos competentes

Peça para acompanhar a programação

Use a internet a seu favor. Você pode acompanhar tudo pelas redes sociais, mas sem exageros. É o momento de aprender a confiar

– A experiência que o adolescente vai viver vai marcá-lo para sempre e prepará-lo para voos mais altos

– Você também vai amadurecer com a viagem

 

 

Posts Relacionados

Nos bastidores com Adriane Galisteu Talvez o maior desafio do repórter que tem como missão entrevistar Adriana Galisteu certamente seja extrair algo que o público já não tenha visto nas ...
Curitibana lança campanha no Facebook após ser vít... A médica veterinária Rika Yamane, de 39 anos, está encabeçando uma campanha no Facebook para alertar a população para a frequência de crimes contra a ...
Destination wedding: fotógrafo divide suas experiê... Texto e fotos: Fer Cesar   Minha esposa Bruna e eu contamos histórias geralmente ligadas a um dos momentos mais felizes da vida das pesso...

Viverno digital

Loading...