Por que o inglês é considerado um investimento

Mais que uma segunda língua, o inglês tornou-se uma forma de abrir portas para futuras gerações

26 de dezembro de 2016 - Por: Redação

Comportamento_inglês_talken

Eduardo Emílio e João Guilherme estudam inglês desde crianças e pretendem cursar faculdade no exterior (Foto: Mariana Barcellos)

Viajar, entrar em uma boa faculdade, conseguir o emprego dos sonhos… Que pai não sonha com essas experiências para seu filho? No entanto, para realizar muitos desses objetivos um item é essencial: o inglês. Tanto que atualmente muitos já encaram a segunda língua como um investimento. “Hoje vemos que é impossível desfrutar plenamente tudo o que a vida oferece nos âmbitos pessoal e profissional sem falar inglês. E falar bem!”, afirma Diksah Trunci, mãe de Eduardo Emílio, 16, e João Guilherme, 14. Por não ter tido a oportunidade de aprender o idioma quando era mais nova, a dona de casa sempre quis que os filhos começassem cedo em um curso. “Grande parte das informações disponíveis, como materiais de pesquisa, música e viagens são acessadas em inglês. Isso por si só já é uma grande fonte de desenvolvimento da curiosidade e pesquisa”, destaca Diksah.

Recentemente o filho mais velho foi aprovado na Universidade Minerva, dos Estados Unidos, e está esperando a resposta de outras instituições. “Eu comecei a estudar inglês com oito anos e desde então sempre pensei em fazer uma faculdade em outro país. Toda a preparação que tive na escola para as provas de seleção não teria como ser feita sem essa língua”, conta Eduardo Emílio. Em casa, os irmãos já encaram o inglês como parte do dia a dia, assistindo a séries, lendo e jogando para treinar. “São coisas simples que ajudam muito. Isso nos motiva a ir treinando mesmo fora do horário de aula. Apesar de termos cinco horas semanais de aula é importante ter esse contato fora para não perder a fluência”, ressalta João Guilherme, que já se espelha no irmão e pretende fazer faculdade no exterior.

Para Diksah, já é possível perceber como a segunda língua proporciona a completa inclusão deles no mundo. “Não dá para pensar no futuro dos nossos filhos sem o inglês”, reconhece.

 

Comportamento_inglês_talken2

A mãe dos adolescentes reconhece: “Não dá para pensar no futuro dos nossos filhos sem o inglês”

 

DESDE CEDO

Segundo o diretor da Talken English School Magdal Frigotto, aprender uma língua estrangeira ainda na infância é muito diferente do que na vida adulta. “Uma diferença importante é que o adulto já passou por grande parte de seu desenvolvimento cognitivo e tem a tendência de buscar simples transferências no plano de vocabulário, com ajuda de dicionários. Já na infância o idioma tende a ficar enraizado de forma semelhante à língua materna”, explica.

Entre os benefícios de se dominar o inglês está o acesso ao conhecimento. Magdal afirma que “por ser uma língua mundialmente utilizada, o volume de conhecimento disponível apenas em inglês é absurdamente maior do que aquele disponível em outras línguas, em especial em português. O mercado de trabalho valoriza muito isso”.

 

NOVAS OPORTUNIDADES

Leandro Bientineze tem 31 anos e há 3 decidiu começar as aulas de inglês. “A princípio foi por uma questão pessoal. Em viagens, por exemplo, eu sentia muita falta.” Hoje o representante propagandista já percebe que a segunda língua é um diferencial no currículo e até mesmo em situações corriqueiras no ambiente de trabalho. “Quando temos reuniões com pessoas de outros países, alguns colegas que não falam inglês acabam ficando de fora. Então realmente são muitas portas que se abrem”, complementa Leandro.

 

A HORA É AGORA

VEJA POR QUE É IMPORTANTE COMEÇAR A APRENDER UMA SEGUNDA LÍNGUA DESDE CEDO:

– Garante maior familiarização com o idioma e melhor fluência

– Prepara o aluno para um mercado de trabalho cada vez mais especializado e segmentado

– Desperta a curiosidade e proporciona o contato com outras culturas

– Fornece maiores possibilidades de se relacionar com o mundo

Posts Relacionados

Curitibano leva Tocha Olímpica a escolas O esporte faz parte da vida de Paulo Vicente há 28 anos, mas foi em 2016 que o curitibano viveu um dos momentos mais emocionantes desde que se tor...
Tudo é possível (Foto: Nenad Radovanovic) Todos na vida temos momentos mágicos, que mexem conosco, nos revelam uma missão pessoal e nos impulsionam a agir. Ro...
90 Anos Colégio Marista Santa Maria Nesse ano o Colégio Marista Santa Maria está completando 90 anos e nós também estamos contando essa história e queremos a sua ajuda. Se você é aluno, ...

Viverno digital

Loading...