Impulsividade: Como controlar esse comportamento

15 de fevereiro de 2015 - Por: Redação


ac6d8c3d-61fb-4681-90ab-29db2d904466-4842905_79542_6891981_x_e4fcbe56

Impulso todo mundo tem. Mas cada um lida com esses pensamentos (que determinam nosso comportamento) de formas diferentes. O impulso só é um problema quando não há filtro ou controle forte o suficiente para impedir a pessoa de tornar real a vontade. “Se não há um bom controle interno, a pessoa poderá ter comportamentos prejudiciais para ela mesma e para aqueles que estão a sua volta – resultando, por exemplo, em atos violentos”, afirma o psicólogo e coach João Alexandre Borba.

O profissional comenta que não existe alguma receita que funcione com perfeição para todos, mas algumas atitudes que podem ser tomadas para que as pessoas consigam deixar o impulso passar.

 

Confira algumas dicas:

 

1. Respire

Inspire e expire profundamente, sem pressa, prestando atenção somente no ar que entra e sai dos seus pulmões. Durante esse momento, deixe que os pensamentos passem pela sua mente, mas esteja consciente deles e volte o foco para sua respiração, sem querer expulsar os pensamentos ou agarrá-los.

2. Escreva

Por que vale a pena controlar seus impulsos? Descubra os motivos e coloque-os em um papel. Assim, quando sentir a tentação chegando, leia o que você escreveu repetidas vezes, até se acalmar e sentir que é capaz de controlar a vontade.

3. Conscientize-se

Não viva em piloto automático: dessa forma você tem maior consciência das suas ações – e, com isso, impede que impulsos tomem controle sobre você.

4. Distraia-se

Ao se distrair, você redireciona sua atenção e se afasta, pelo menos de forma temporária, do impulso. Distração não significa ignorar as vontades, mas serve para diminuir a intensidade do desejo naquele momento e dar um tempo para sua cabeça colocar em ordem o que ambiciona – coisa que não seria possível se você apenas seguisse o curso da emoção, sem raciocinar anteriormente.

5. Conheça seus recursos

Crie sua própria lista de recursos que podem ser utilizados quando sentir que o impulso está vindo. Quanto maior o número de recursos você tiver, maior será seu leque de opções para se livrar desse problema. Porém, se sentir que está difícil conquistar esses objetivos sozinho, procure ajuda de um profissional que possa lhe ajudar a resolver problemas emocionais.

Posts Relacionados

Para relaxar: dicas de spas em Curitiba e no Brasi... Conecte-se à natureza e desligue-se das preocupações do dia a dia. Estes spas contam com pacotes para saúde e emagrecimento, massagens relaxantes e tr...
Saiba como arriscar na carreira e seguir a profiss... (Foto: Mariana Barcellos) Andreza Soinegg é daquelas pessoas inquietas por natureza. Foi depois de um mochilão pela Europa após um “esgotamento” p...
5 dicas para melhorar a vida a dois Sexo é bom e todos querem, não é? Mas quando o desejo diminui é preciso fazer alguma coisa para que a relação volte a pegar fogo. Claro que é normal o...

Viverno digital

Loading...