Alimentação e câncer de mama. Qual a relação?

Saiba como viver melhor e prevenir doenças com sua alimentação

17 de outubro de 2016 - Por: Angélica Mujahed


Alimentação_Alimentação e câncer 2

Como estamos no mês da conscientização sobre a prevenção do câncer de mama, fomos descobrir se há alguma relação entre a doença e a alimentação. De acordo com a professora Cyntia Leinig, docente do curso de Nutrição da PUC-PR, pesquisas mostram que a proteção às doenças do coração e alguns tipos de câncer podem sim acontecer pelo consumo de verduras, legumes e frutas. “Várias doenças podem ser prevenidas com o consumo diário de alimentos como: cereais integrais, feijões, frutas, verduras, legumes, leite e derivados, carnes mais magras, aves ou peixes, enfim, grupos alimentares diferenciados que oferecem diversidade de nutrientes”, explica.

 

Já em relação ao câncer, a docente explica que seu desenvolvimento é resultado de uma combinação de fatores endógenos e ambientais.  “Dentre os fatores ambientais, um dos mais importantes é a alimentação. Pesquisas mostram que o câncer é uma doença que pode ser prevenida pela nutrição e alimentação adequadas, atividade física regular e manutenção de um peso saudável”, frisa.

 

Segundo Cyntia, estudos relatam que vários tipos de câncer têm risco reduzido com dietas ricas em cereais integrais, frutas e hortaliças. “Quanto ao câncer de mama especificamente, há um consenso de que há relação entre aumento da ingestão de gordura e desenvolvimento desse tipo de câncer”, adiciona.

 

ALIMENTAÇÃO IDEAL

Existe então uma alimentação ideal para prevenir a doença? Para a professora, é indicado ter um padrão saudável de alimentação que pode ser seguido com essas recomendações do American Cancer Research Foundation e do INCA:

 

– Manter um peso corporal ideal

– Manter-se fisicamente ativo, fazendo atividade física diariamente

– Limitar o consumo de alimentos e bebidas com alta densidade energética, como alimentos industrializados, biscoitos, sorvetes, produtos de panificação e bebidas açucaradas

– Elevar o consumo de alimentos de origem vegetal como frutas, verduras e legumes

– Limitar o consumo de carnes vermelhas e carnes processadas, como embutidos e salsichas

– Diminuir o consumo de bebidas alcoólicas e de sal

 

Posts Relacionados

Você já ouvir falar na câmara hiperbárica?   Os doutores Sergey Lerner e Luciano Machado são os responsáveis da Clínica Oxigenoterapia Hiperbárica Brasil-Sul (Foto: Mariana Barcellos) ...
Perda de audição: um problema silencioso Para a fonoaudióloga Michele Lacerda da Silva Cordeiro, os exames de audição devem acontecer todo ano (Foto: Mariana Barcellos) Quando você fez um...
Inchaços no calor Você sente as pernas incharem quando as temperaturas sobem? Se a resposta é sim, o cirurgião vascular, Cristiano Schmitt explica: “Isso acontece porqu...

Viverno digital

Loading...