Pastas de dentes com flúor para bebês? Sim, deve ter

É muito difícil escovar os dentes dos bebês, portanto, precisamos de uma proteção extra que o flúor oferece

18 de junho de 2017 - Por: Revista Viver

Por: Liliana Temporão

Sorriso Kids

A cárie ocorre quando o pH da placa bacteriana fica muito ácido, por exemplo, após a ingestão de carboidratos. Assim, o dente começa a dissolver, mas quando o flúor está presente na boca constantemente diminui muito o risco dessa dissolução.

Desde 2008, a pasta de dente com flúor é indicada já a partir do primeiro dente do bebê, mesmo sabendo que ele irá engolir, pois o fluoreto é como qualquer outro medicamento, e deve ser usado na concentração exata e na prescrição correta orientada por um odontopediatra. Utilizado assim não há problema.

Para a escovação das crianças, a partir do primeiro dentinho até três anos de idade, podem ser usadas pastas de dente na quantidade de um grão de arroz. Entre 3 e 6 anos a pasta de dente deve ser na quantidade de um grão de ervilha.

 

COMO NÃO DEIXAR AS CRIANÇAS ENGOLIREM A PASTA?

Uma das principais preocupações dos pais ao introduzir o hábito de escovar os dentes no dia a dia das crianças é que o produto seja engolido e prejudique a saúde delas. Apesar desse risco, a pasta pode ser usada a partir do momento em que aparecem os primeiros dentinhos, época que varia entre 6 meses e 1 ano de idade.

O importante é ficar atento ao volume de pasta, quanto de flúor ela possui em sua composição e, principalmente, a supervisão e o exemplo dos pais. Recomendo que os pais escovem os dentes com os filhos até os 7 anos, porque além de serem exemplos para as crianças, podem ensinar e controlar como o procedimento está sendo feito.

 

CUIDADO AO ESCOLHER O SABOR!

Muitos pais compram pastas infantis com sabores agradáveis (como tutti-frutti ou morango) na tentativa de incentivar o gosto pelo ritual de escovação e justamente por gostar desse sabor é que muitas crianças acabam por engoli-la de propósito, ou, pior, comem-na como se fosse gelatina. Quando a criança insiste nesse tipo de comportamento, mesmo com a repreensão dos pais, recomendo que passem a comprar pastas com sabores mentolados e fortes, para que a criança sinta necessidade de cuspi-la rapidamente por conta do sabor desagradável.

A eficácia e segurança do dentifrício de concentração convencional (1000 a 1500 ppm de flúor) está baseada em evidências pelas entidades que regem a saúde bucal e geral no mundo inteiro.

 

LILIANA TEMPORÃO é odontopediatra e ortodontista e atende em sua clínica particular.

Rua Padre Anchieta, 2050, salas 604 e 605 | Champagnat | (41) 3335-4388

 

Posts Relacionados

Paciência e criatividade na hora de ensinar os fil... Sempre ao se levantar, após as refeições e antes de dormir, as crianças devem escovar os dentes. A partir dos dois anos são criados costumes que vão p...
Filhos e Bichos Sem Neuras A vida em família conta cada vez mais com a presença de um animal de estimação. Eles podem vir antes ou depois dos filhos. Nos dois casos costumam sur...
O presente certo para o Dia das Crianças O Dia das Crianças está quase chegando, porém todo ano é a mesma maratona: Escolher o presente certo para agradar aos pequenos, que estão cada vez mai...

Viverno digital

Loading...