Tudo sobre o primeiro dentinho

Tenha paciência com o bebê que está com os dentes para nascer, o desconforto é normal

8 de março de 2017 - Por: Redação

Por: Liliana Temporão

Baby_Tudo sobre o primeiro dentinho peq

O nascimento do primeiro dentinho de leite é um assunto muito recorrente nos consultórios odontológicos. Geralmente ele aparece na arcada inferior quando a criança tem em média seis meses de idade. Mas é somente lá pelos três anos que o pequeno deve ter todos os dentes de leite na boca.

É preciso ter paciência com o bebê que está com os dentes para nascer, pois é normal que o pequeno babe muito, fique inquieto e irritado, demonstrando desconforto. Nessa fase, é comum que leve a mão à boca para aliviar a dor e a coceira. Estado febril, diarreia, sono agitado e falta de apetite também podem caracterizar esse momento.

Todos os sintomas são rápidos e logo desaparecem. Por isso, leve seu bebê ao odontopediatra tão logo comece a notar a erupção dos primeiros dentinhos para que todas as dúvidas sejam esclarecidas e seu filho receba os cuidados preventivos.

Mordedores são ótimos para aliviar a coceira nas gengivas durante esse período. Massagem da mamãe na gengiva e um pouco de chamego podem contribuir muito para seu bebê ficar mais calmo. Nessa fase também desvie o foco com brinquedos e contato com outras crianças.

Na faixa dos três anos de idade a criança já deve ter todos os dentes de leite nascidos. Porém, chega o momento de se despedir e abrir espaço para os dentes permanentes.

 

HORA DE “TROCAR” OS DENTES

É por volta dos seis anos que os primeiros dentes de leite começam a amolecer. Tudo deverá acontecer de forma bem natural, sem motivo para preocupações. É importante que os dentes de leite caiam naturalmente, sem precisar levar ao dentista ou recorrer a métodos caseiros, afinal é um processo fisiológico normal.

Durante essa transição pode ser preciso tranquilizar aqueles que não aceitarem muito bem esse momento e se sentirem envergonhados com as tais “janelinhas”. Explique, por exemplo, que é um processo natural, que todos os amiguinhos da escola já passaram ou também vão passar por isso e que depois surgirão dentes maiores, mais bonitos e mais fortes.

Ao mesmo tempo que os primeiros dentes de leite se despedem para dar lugar aos permanentes, lá no fundo das arcadas começam a apontar os molares permanentes (molar dos 6 anos) que merecem muita atenção e cuidado por estarem em uma região de difícil higienização e serem dentes para a vida toda.

 

LILIANA TEMPORÃO é odontopediatra e ortodontista e atende em sua clínica particular.

Rua Padre Anchieta, 2050, salas 604 e 605 | Champagnat | (41) 3335-4388

Posts Relacionados

O nariz do meu filho sangrou: e agora?   Ter sangramento no nariz é uma experiência pela qual muitas pessoas já passaram. A situação é incômoda e por vezes preocupa os pais. Mai...
Brincadeiras criativas para começar bem as férias... As férias escolares estão chegando e uma grande preocupação dos pais é como entreter os filhos sem gastar muito. Os pequenos estão cada vez mais anten...
No meu tempo era assim Em todas as épocas, quem tem filho pequeno escuta mães, avós, tias ou madrinhas dizerem todas as variações entre “no meu tempo era tudo diferente...” ...

Viverno digital

Loading...