Quedas sem medo: como lidar com esse problema

Deixe o seu pequeno brincar e entenda que tombos fazem parte do cotidiano

30 de dezembro de 2017 - Por: Redação

Tombos e quedas são partes naturais da infância; saiba como lidar com esse problema

Tombos e quedas são partes naturais da infância; saiba como lidar com esse problema

Quedas fazem parte da infância. Nas férias as diversões e brincadeiras aumentam e basta a criança dar seus primeiros passos para começarem os inúmeros tombos. Apesar de na maioria das vezes esses acidentes não representarem riscos mais sérios, eles costumam prejudicar os dentinhos do bebê. Traumatismo dentário resulta em dentes fraturados, deslocados ou perdidos, o que pode comprometer de forma negativa os aspectos funcionais e estéticos. Um dos primeiros passos para a prevenção desses traumas é levar a criança para uma consulta assim que nascerem os primeiros dentes. Isso porque, além da assistência periódica oferecida por esse profissional, nos casos de um possível traumatismo, os pais já sabem a quem recorrer, o que ajuda bastante no processo de tratamento para situações mais urgentes.

Os pais devem entender que todo dente que sofre traumatismo precisa de acompanhamento clínico e radiográfico no consultório. É importante também saber que nem sempre o dente afetado por trauma apresenta alteração na cor. E se houver, nem sempre isso indica perda de vitalidade e, consequentemente, necessidade de tratamento. E que mesmo os “pequenos” traumas nos dentes de leite, quando só há um leve sangramento, precisam de atenção.

FICA A DICA

Se possível, entre em contato com o dentista, pois em alguns casos uma orientação adequada por telefone ajuda os pais a lidarem com a situação

Nos casos em que acontecem sangramento ou aumento da mobilidade do dente, pode ter ocorrido uma fratura de raiz, e o atendimento deve acontecer o mais rápido possível

Quando o dente sai parcialmente da posição, ­que sabendo que quanto mais rápido for reposicionado maiores são as chances de ser recuperado

Caso o dente permanente saia totalmente, coloque-o em um recipiente com soro ­fisiológico ou leite e leve-o até o dentista

Mantenha a calma para acalmar a criança para que se consiga obter informações precisas sobre onde, como e quando ocorreu o trauma

 


LILIANA TEMPORÃO

Rua Padre Anchieta, 2050, sala 604 e 605 | Champagnat

(41) 3335-4388

lilianatemporao.com.br

Posts Relacionados

Doce inimigo: açúcar e crianças Não há dúvidas de que a maior preocupação dos pais é com a saúde dos filhos. Uma das batalhas mais comuns que eles enfrentam é na hora de montar a...
Como guardar os brinquedos das crianças de forma c... Para evitar toda aquela bagunça e brinquedos espalhados pelo quarto do seu pequeno, não tem nada melhor do que ter um lugar certo para guardá-los. E q...
Oficina com brinquedos educativos no MON É hora de brincar! O Museu Oscar Niemeyer realiza neste domingo (16), das 11h às 17h, a oficina Playmais, com brinquedos educativos e sustentáveis...

Viverno digital

Loading...