Calor em Berlim? Cerveja e parque!

8 de junho de 2015 - Por: Redação


Segunda maior cidade em população da União Europeia. Capital da maior potência do continente. Quase 900 km quadrados de área. Apesar dos números assustarem, a cidade se mostra bastante tranquila e aconchegante, e não precisa se afastar muito do centro para encontrar áreas completamente residenciais. Além disso, mesmo sendo muito grande, é bem segura, e mesmo às 2 horas da madrugada os metrôs estão cheios.
Há parques em todo lugar! A cidade é toda verde, o que a torna muito mais bonita e agradável. Nos dias de sol os gramados dos parques ficam lotados de gente lendo, descansando e claro, bebendo cerveja. Se você é como eu que não vive sem aquele sono pós almoço, não se preocupe, é só achar um gramado e deitar!
berlim5
Sempre ouvi dizer que Berlim é uma cidade barata, chegando aqui mais que confirmei isso. Aqui você pode certamente almoçar um prato de massa por 6 euros, muito barato quando comparado com as outras grandes cidades europeias. Além da alimentação, há muitas opções baratas de lojas de roupas.
Essa semana visitei o Memorial do Muro de Berlim, que mostra um pouco das histórias de famílias que ficaram separadas pelo muro, além de conter uma parte (fechada) real de como era o muro. A visita vale muito a pena pois você realmente entende como era a divisão dos dois lados, com os dois muros, cercas e torres de observação (não simplesmente o muro em linha reta, como muitos pensam).
berlim2
Também fui a Potsdam, cidadezinha do lado de Berlim. Para quem tem tempo na cidade vale a pena, pois é muito bonito. Basta pegar os trens a linha urbana de Berlim para chegar à capital do estado de Brandemburgo. Seu cartão postal é o “Sanssouci”, palácio de férias de verão do rei Frederico o Grande, da Prússia.
berlim3
Nesta segunda semana em Berlim pude conhecer um pouco mais da língua e da cultura alemã. Muita história, muita gente trabalhadora e que mantém a mesma intensidade na hora de se divertir. Além disso, conhecer pessoas de todo o mundo nas aulas e nos programas da EF Berlim tem sido importante para vencer alguns preconceitos. Mas isso já é outra história! Na próxima sexta conto como foi minha última semana por aqui.
berlim4

 


Viver no digital

Loading...