Procura-se anjos

14 de julho de 2015 - Por: Redação


Anjos

“Somos todos anjos com uma asa só e só podemos voar quando abraçados uns aos outros”. A frase do escritor italiano Luciano De Crescenzo é uma excelente inspiração para conhecermos um pouco sobre a vida e o trabalho da artesã Mariah Rodak. Depois de se deparar com uma depressão ela encontrou nas bonecas de pano uma nova razão para viver. Especializou-se, tornou-se referência e ao presentear um tio com um anjo na UTI descobriu que sua missão poderia ser ainda maior. As aulas gratuitas pela internet com a condição única de que o aluno lhe envie o primeiro anjo produzido renderam no ano passado 200 anjos enviados de todas as partes do Brasil para serem entregues a pessoas que passam por momentos difíceis de saúde.

Esse ano Mariah quer chegar aos 1.000 anjos com a ajuda de gente de todo o país. Eles serão entregues a pessoas nas salas de quimioterapia de todo o Estado. Lindos e silenciosos, os anjos de pano falam muito sobre amor ao próximo, fé, esperança e nos convidam a nos unir a tantos e tantos anjos de uma asa só para que juntos possamos voar.

Então Vamos ao passo a passo:

Se você também quer fazer parte desse projeto e  transformar o dia de um paciente oncológico, é muito simples, siga as instruções:

1) Acesse o perfil do Facebook da Mariah Rodak >>> facebook.com/mariah.rodak <<< e faça uma solicitação de amizade à ela.

2) Envie uma mensagem inbox a ela, solicitando a participação no Grupo dos Anjos >>> facebook.com/groups/395121163998801

3) Uma outra opção é entrar em contato com ela pelo e-mail >>> mariah_castro1@hotmail.com <<< e solicitar a participação no grupo.

Através desses canais a Mariah lhe oferece a aula gratuita de confecção do anjo e a única coisa que lhe pede em  troca, é que você se compromete a enviar  um pronto para doar. Não deixe de participar, ajude a dar sequência a essa corrente do bem. A meta esse ano é de 1.000 anjos, em uma importante parceria com o Instituto Humsol e a Revista VIVER Curitiba, eles serão doados para pacientes com câncer em salas de quimioterapia.


Viver no digital

Loading...