O empresário que pode salvar 10 mil vidas por ano com um robô

Jacson Fressatto, criador do Robô Laura, será um dos homenageados do Prêmio VIVER Inspiradores 2018

30 de novembro de 2018 - Por: Redação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Jacson Fressatto aprendeu a utilizar a dor como um veículo motor para construir coisas boas. Após perder sua filha, Laura, de apenas 18 dias, para a sepse, mais conhecida por infecção hospitalar, o analista de sistemas decidiu fazer algo para que ninguém mais tivesse de passar pelo que ele passou. Utilizando seus conhecimentos e a tecnologia, criou o Robô Laura. Por meio de inteligência artificial, o robô coleta dados sobre os pacientes que monitora a fim de evitar o agravamento de infecções.

A ideia de Jacson ajuda a reverter o triste quadro de mortes em hospitais causado por infecções hospitalares. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as infecções hospitalares atingem cerca de 14% dos pacientes internados e são responsáveis por mais de 100 mil mortes no Brasil todos os anos. As estatísticas do robô indicam queda de 9% nos casos de infecção nos hospitais que usam o recurso. Ou seja, o Robô Laura pode salvar até 10 mil brasileiros por ano.

 

Por que é inspirador?

Porque usou a dor de uma situação trágica como motivação para criar o Robô Laura, sistema pioneiro no mundo, capaz de salvar até 10 mil brasileiros por ano.

 


Jacson Fressatto é um dos ganhadores do Prêmio VIVER Inspiradores 2018

Viver no digital

Loading...